Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Ações da Petrobras caem mais de 8% após intervenção de Bolsonaro


05
Esta postagem foi publicada em 13 de abril de 2019 Destaque Slide Topo, Notícias.

O principal indicador da bolsa paulista, a B3, fechou em queda nesta sexta-feira (12), pressionado pela forte queda da Petrobras, após a estatal desistir de elevar o preço do diesel em suas refinarias, atendendo à interferência do governo, e em meio a clima de cautela quanto à articulação política da reforma da Previdência.

O Ibovespa terminou o último pregão da semana com queda de 1,98%, a 92.875 pontos.  

Segundo dados preliminares, as ações ordinárias da Petrobras caíram 8,76%, negociadas abaixo de R$ 30 por papel. Já as preferenciais recuaram 8,36%, perto de R$ 25 por ação. Apesar do forte tombo, os papéis da Petrobras ainda acumulam valorização de mais de 15% no ano.

A companhia desistiu na véspera do aumento de 5,74% no do preço do diesel nas refinarias. O recuo na decisão da companhia ocorreu após uma determinação do presidente Jair Bolsonaro.

Bolsonaro afirmou que não defende práticas “intervencionistas” nos preços da estatal, mas pediu uma justificativa baseada em números, alegando que o aumento era superior à inflação projetada.

“Se me convencerem, tudo bem, se não me convencerem tudo bem. Não é resposta adequada para vocês, não sou economista, já falei. Quem entendia de economia afundou o Brasil, tá certo? Os entendidos afundaram o Brasil”, afirmou o presidente nesta sexta-feira (12), durante inauguração do aeroporto de Macapá.

Para justificar a manutenção do preço, a estatal afirmou que há margem para postergar o aumento do diesel por “alguns dias”.

Vista como intervenção do governo pelo mercado, a atitude se refletiu também nas ações do Banco do Brasil, que caiu mais de 3%. Os bancos privados tiveram quedas mais moderadas, de cerca de 1%.

 

 

Fonte: G1


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-

DIA DAS MÃES