Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

ACUSADOS DE ENVOLVIMENTO NA MORTE DE EMPRESÁRIO NO NORTÃO PERMANECEM PRESOS


256622736_273908061419454_2505457059628139444_n
Esta postagem foi publicada em 18 de novembro de 2021 Notícias, Política.

A Justiça prorrogou por mais 30 dias a prisão dos suspeitos de serem os executores do empresário Gilberto de Oliveira Couto, o “Beto Caça e Pesca”.

Os dois policiais militares M.C.C e F.F.F, permanecerão por mais 30 dias presos, e aguardam o final do inquérito policial.

Contra eles pesam os fortíssimos indícios de autoria apresentados, que os ligam com o fato e como os executores do empresário.

Os acusados foram presos no último dia 20 de outubro, ambos estavam em residências na cidade de Sinop.

A Corregedoria-Geral da Polícia Militar tinha informado na época, que a instituição deu apoio a ação deflagrada pela Polícia Civil, e que prendeu os policiais.

A instituição ressaltou que um dos militares presos, já possuia cinco processos demissórios em instrução e encontrava-se afastado das atividades profissionais em virtude de reiterados atestados médicos apresentados.

Diante das denúncias, a PM instaurou o devido processo administrativo cabível para ambos.

O CASO

Gilberto de Oliveira Couto, “Beto Caça e Pesca” foi brutalmente assassinado no último dia 25 de maio, na rua Salvador no setor Jardim Vitória em Guarantã do Norte. Segundo a Perícia ele foi atingido por pelo menos quatro disparos, nas costas e na cabeça. O empresário acabou vindo a falecer no local.

 

 

 

 

Fonte: Alfaonnews


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-

76C16F68-917F-4C88-8DC1-7D0A4250D2A3 155878a9-213d-4c2f-9e12-54738fc50437