Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Anvisa se reunirá Mauro e mais 10 governadores para tratar da dificuldade em liberar vacina russa


06
Esta postagem foi publicada em 6 de abril de 2021 Destaque 2, Notícias.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) convocou o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM), e mais dez governadores para uma reunião que terá por objetivo discutir a dificuldade na liberação do uso emergencial para a vacina russa Sputnik V. A previsão é que a reunião seja nesta terça-feira, porém, dependerá da agenda dos gestores estaduais. 

Segundo divulgado pelo portal Valor Econômico, a Anvisa quer explicar aos governadores os motivos pelos quais ainda não houve a liberação da vacina russa. No encontro, o órgão regulador pretende expor as dificuldades para conseguir informações sobre o imunizante e deve pedir apoio dos governadores para que ajudem a obter, junto à fabricante da Sputnik no Brasil, a União Química, os dados técnicos pendentes. 

Desde a última semana, a Anvisa já dispõe de dados complementares da vacina para autorização de uso emergencial. No entanto, o órgão ainda aguarda a finalização de outras pendências. 

Na semana passada, o governador Mauro Mendes anunciou a compra de 1,2 milhão de doses da Sputnik. A projeção é que cerca de 600 mil mato-grossenses sejam imunizados, já que são necessárias duas doses. No anúncio, Mauro previu que o primeiro lote deve chegar no final deste mês e um lote complementar será enviado em junho. O custo é de 9,95 dólares por dose, representando 11,9 milhões de dólares (cerca de R$ 67,3 milhões).

O governador também salientou que será seguido o Plano Nacional de Imunização para aplicação. A projeção é que, quando a Sputnik chegar, a vacinação esteja na faixa etária a partir de 60 anos. A vacina produzida na Rússia tem eficácia comprovada de 91,6%, destaca o governo.

 

 

Fonte: Só Noticias 


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-