Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Atitude de homem que achou um pacote de dinheiro e devolveu ao dono viralizou na internet em MT


02
Esta postagem foi publicada em 10 de julho de 2020 Notícias, Política.

Um exemplo de honestidade e amor ao próximo mobilizou a internet na última quarta-feira (8). Após achar dinheiro no chão de uma agência bancária de Cáceres, um barbeiro contou o ocorrido para a esposa, que publicou a situação nas redes sociais.

Em pouco tempo a postagem viralizou e o dono foi encontrado e a grana devolvida, assim como os cartões e senhas que estavam juntos no envelope.

A cabeleireira Karla Cristina trabalha com o esposo, barbeiro, no salão que funciona em sua casa. Na noite de quarta-feira, o marido foi até a agência da Caixa Econômica Federal (CEF) passa sacar dinheiro e pagar contas. Ao sair do local, ele literalmente chutou o envelope de dinheiro.

“Quando ele chutou, o cartão saiu do envelope. Ele pegou e viu que tinha R$ 300, cartões de banco, senha e comprovante de que havia dinheiro na conta. Estava tudo lá. Ele ficou um tempo esperando no banco para devolver, mas ninguém apareceu”, relata.

O homem foi para casa e contou à esposa o que havia acontecido. A mulher decidiu publicar nas redes sociais a fim de tentar achar o dono. Pouco tempo depois, uma pessoa entrou em contado dizendo que era de um parente os cartões.

“O irmão dela é aposentado e ela tinha vindo sacar o dinheiro para pagar contas. Estava desesperada. Eu pedi que ela mandasse foto do documento e da senha para comprovar que era dela mesmo o dinheiro e os cartões. E era. Tudo foi comprovado e a gente devolveu do dinheiro. Ela tremia, passou mal, coitada, de nervoso”, relata Karla.

A irmã do aposentado é cliente de Karla. Ela mora na área rural e tinha ido até o salão, meses atrás, para arrumar o cabelo. Depois, o casal teve que fechar o estabelecimento por conta da pandemia.

Sem renda, a família sobrevive com o auxílio emergencial, atendimentos em domicílio e também com a produção de marmitas e salgados que vende na cidade.

“A gente tem que se virar né. Não é fácil. Ela ficou muito feliz e eu também quando a vi. Perder dinheiro é muito ruim, ainda mais nessa crise. Eu iria ficar muito desesperada se fosse comigo”, relata.

 

 

 

 

Fonte: Folha Max


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-