Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Bope prende 4, apreende armas e frustra resgate de presos


01
Esta postagem foi publicada em 27 de junho de 2020 Destaque 1, Notícias.

Policiais do Batalhão de Operações Especiais (Bope) prenderam nesta sexta-feira (26), dois homens de 22 e 26 anos e apreenderam dois adolescentes de 16 e 17 anos com um grande arsenal bélico. Conforme a Polícia Militar, as armas seriam utilizadas supostamente para resgatar presos, além de outras práticas criminosas.

As prisões ocorreram em uma casa do residencial Salvador Costa Marques, localizada na avenida das Torres, em Cuiabá. O Bope recebeu informações sobre a presença de suspeitos, possivelmente integrantes de organização criminosa, reunidos em na residência, planejando crimes.

Durante rondas, os policiais avistaram alguns homens que saíram correndo de uma casa e entraram em outra. Na “moradia” onde eles estavam, o Bope encontrou um fuzil (calibre 5,56), duas submetralhadoras semiautomáticas, uma delas com silenciador de ruídos, além de duas pistolas (uma calibre .40 e outra 380), uma carabina (.357), uma espingarda calibre 12 e mais de 150 munições dos respectivos calibres das armas.

Os 4 suspeitos foram presos na casa e proximidades do local onde buscavam refúgio e de onde tentavam fugir. Nessa ação, as equipes do Bope contaram com o apoio de um helicóptero do Ciopaer e policiais do 24º Batalhão de Polícia Militar.

Além do apoio no ponto onde ocorreram as prisões e apreensões, o helicóptero fez rondas na região na tentativa de localizar veículos e outros possíveis envolvidos que poderiam estar apoiando a ação dos suspeitos presos, porém não ocorreram mais prisões ou apreensões.

De acordo com o comandante do Bope, tenente-coronel Ronaldo Roque da Silva, um dos presos admitiu que os armamentos seriam empregados em um plano de resgate de presos de um presídio da região de Cuiabá. Roque observa que as armas apreendidas são de calibre e uso restrito das forças de segurança pública, todas com grande poder de letalidade.

A checagem dos suspeitos apontou que dois deles já têm passagens criminais por roubo (artigo 157) e receptação. Os suspeitos e o material apreendido foram entregues na Central de Flagrantes no Cisc Verdão. As investigações agora prosseguem com Polícia Judiciária Civil (PJC). (Com informações da assessoria)

 

 

 

 

 

Fonte: Gazeta Digittal


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



-