Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Comerciante é preso com fotos íntimas de adolescente após manter namoro virtual com identidade falsa em MT


10
Esta postagem foi publicada em 30 de maio de 2019 Notícias, Política.

Um comerciante foi preso suspeito de armazenar fotos íntimas de uma adolescente, de 17 anos, a qual ele teria enganado e mantido um namoro virtual em Tapurah, a 414 km de Cuiabá. A prisão do suspeito, de 38 anos, ocorreu na quarta-feira (29) na Operação ‘Voyer’ e foi divulgada nesta quinta-feira (30) pela Polícia Civil.

As investigações apontam que a vítima foi enganada e induzida pelo suspeito, até então um namorado virtual, a enviar as fotos íntimas.

Eles se conheceram por meio de redes sociais e tiveram um relacionamento virtual por oito meses.

O namorado virtual se identificava como Gustavo em um número falso pelo WhatsApp. Ele usava a fotografia de um jovem de ‘boa aparência’.

Ao descobrir que foi enganada, a vítima procurou a delegacia de Tapurah, onde relatou que acreditou que o relacionamento e as coisas que o suspeito falava eram reais.

Segundo a adolescente, eles conversavam várias vezes por dia e ela sempre recebia presentes enviados pelo namorado, no entanto, nunca teve contato com ele.

Com a denúncia, a polícia cumpriu dois mandados de busca e apreensão domiciliar nos Bairros Cristo Rei e São Cristóvão, com objetivo de localizar materiais com fotos e vídeos íntimos da adolescente. O estabelecimento do suspeito foi um dos alvos dos mandados.

De acordo com a Polícia Civil, o comerciante responderá pelo crime de adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente, previsto no artigo 241-B, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

A delegada responsável pelo caso, Vanessa Aguiar, disse que o comerciante se apresentava como ‘um jovem de boa aparência e muito romântico’. A adolescente, por estar apaixonada, esperava ansiosa para encontrá-lo.

Nos últimos dias a adolescente começou a desconfiar do namorado virtual, percebendo algumas atitudes estranhas da parte dele, que a levaram a ficar com medo, conforme a delegada informou.

A equipe da Polícia Civil de Tapurah iniciou as investigações, conseguindo chegar até a verdadeira identidade do suspeito. A polícia representou pelos mandados e a Justiça autorizou.

Com o comerciante os policiais encontraram um celular com o perfil falso que ele usava, além das fotografias íntimas da adolescente. O suspeito também possuía outro perfil falso, em que se apresentava como uma mulher, para conseguir imagens íntimas de mulheres que se identificassem com essa opção sexual.

O suspeito foi conduzido à delegacia e interrogado. A delegada aleta que os adolescentes tenham cuidado em redes sociais e em hipótese alguma enviem fotografias íntimas a desconhecidos.

O nome da operação ‘Voyeur’ está relacionado ao nome dado a pessoa que sente prazer sexual ao visualizar estímulos sexuais.

De acordo com a Polícia Civil, o comerciante responderá pelo crime de adquirir, possuir ou armazenar, por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornográfica envolvendo criança ou adolescente, previsto no artigo 241-B, do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Fonte: G1 MT


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-