Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Compra de equipamentos garante proteção dos profissionais da saúde em Mato Grosso


03
Esta postagem foi publicada em 12 de junho de 2020 Destaque Slide Topo, Notícias.

O governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria de Estado de Saúde investiu na compra desses materiais e firmou parceria com demais entidades para garantir o abastecimento dos estoques de Equipamentos de Proteção de Individual (EPIs) nas unidades de Saúde. Os EPIs fazem parte da rotina dos profissionais que atuam no atendimento aos pacientes em tratamento nos Hospitais da Rede Estadual. O uso das ferramentas é indispensável e obrigatório, pois garante proteção e diminui o risco de qualquer tipo de contaminação – principalmente daqueles que atuam na linha frente no tratamento de pessoas infectadas pelo coronavírus.

O Hospital Metropolitano, unidade referência no tratamento da Covid-19, utiliza grande quantidades de EPIs. Devido ao número de pacientes e aos protocolos de segurança, alguns itens são trocados durante a entrada e saída de alguns setores ou na troca de atendimento de pacientes. No caso dos aventais, por exemplo, cada profissional precisa utilizar pelo menos três por dia.

Porém, este não é apenas o único acessório: são dois macacões para proteção do corpo por dia, uma média de 30 pares de luvas, além de quatro máscaras, duas toucas e quatro pares de prope – proteção para os pés – diários.

No Hospital Estadual Santa Casa, unidade que também atua no tratamento de pacientes com a Covid-19, um profissional usa em média seis máscaras, um óculos, um protetor facial e um par de propes durante o plantão de 12 horas. Parte desses materiais podem ser reutilizados; óculos e protetor facial acrílico, após desinfecção com álcool 70%. Os demais são descartados e não podem ser reutilizados.

A pandemia pelo coronavírus gerou uma escassez dos produtos no mercado e dificultou o processo de compra. Por isso, para driblar essa situação, o Estado também buscou parcerias para reforçar e manter os estoques abastecidos. A tratativa com os parceiros é fundamental, sendo que um deles foi o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) que viabilizou a produção de 5 milhões de máscaras destinadas aos hospitais e unidades da Rede Estadual.

Além dessa parceria, Mato Grosso recebeu do Ministério da Saúde mais de 2,4  milhões de EPIs e outros materiais para o abastecimentos de toda rede de saúde. A SES-MT vem monitorando o número de equipamentos e estima disponibilidade de aproximadamente 6,5 milhões dos principais itens de proteção.

 

 

 

Fonte: Só Notícias


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



-