Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Corpo de homem que teria sido torturado e morto é encontrado sem cabeça em MT


06
Esta postagem foi publicada em 15 de fevereiro de 2021 Destaque 1, Notícias.

m corpo, que pode ser de Elenilton Viana Sousa, 18 anos, foi encontrado na região do Salto Magessi, Distrito de Boa Esperança do Norte, em Sorriso, (a 397 km de Cuiabá), às margens do rio Teles Pires, ontem (13), por um pescador.

Ele estava debaixo de uma árvore. A suspeita é que ele seja o rapaz que foi torturado e, depois, executado com tiros em 20 de janeiro. Contudo, a identidade deve ser confirmada por meio de um exame de DNA.

O corpo foi achado em estado avançado de decomposição e sem alguns membros do corpo, entre eles a cabeça, que ainda não foi localizada.

Elenilton teria sido torturado, baleado e jogado no rio. A versão foi dada por um amigo que conseguiu fugir depois de 36 horas em um cativeiro com a vítima. Em depoimento, ele relatou que tinha postado um vídeo nas redes sociais fazendo apologia a uma facção criminosa.

Minutos, depois uma mulher teria visualizado e perguntado se ele era integrante. Ele respondeu que não. Ela marcou um encontro e quando eles foram quem os esperavam eram três homens. As vítimas foram imobilizadas, amordaçadas e foram levadas para uma residência. Na casa, eles foram agredidos. Os criminosos usavam uma faca em suas orelhas e dedos e diziam que iriam cortar.

No dia seguinta, após as torturas, os dois foram levados ao rio Teles Pires. Um dos jovens foi colocado de joelhos e, em seguida, executado. Ele teve o corpo jogado nas águas. O amigo diz que viu a cena e,ao ver que também seria morto, se jogou no rio e foi levado pela correnteza. Teria conseguido se desamarrar e buscar ajuda.

corpo_ Elenilton Viana Sousa

Na época dos fatos, depois do depoimento da testemunha, os policiais foram até a residência da mulher e ela confessou que encaminhou o vídeo para o integrante de uma organização rival. Os militares fizeram buscas, mas não localizaram o suspeito.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e fez buscas na região por vários dias. Como havia chovido muito naquela semana, o rio estava com o volume da água alto e a correnteza muito forte, o que fez com que os mergulhadores, por segurança, não entrassem no rio e as buscas se concentrassem mais nas margens. Depois, as buscas foram encerradas e, agora, esse corpo foi encontrado. O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil.

 

 

 

 

 

 

Fonte: RD News


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-