Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Covid x Carnaval: Não dá para amarrar ninguém em casa; depois não reclame se faltar UTI


02
Esta postagem foi publicada em 3 de fevereiro de 2021 Destaque Slide Topo, Notícias.

O governo Mauro Mendes (DEM) declarou, na manhã desta ultima terça-feira (2), que está fazendo a sua parte no combate à Covid-19, por isso suspendeu o feriado de Carnaval. Ele pede que os prefeitos de Mato Grosso façam o mesmo, e que os cidadãos tenham consciência de seus atos, já que não pode “amarram” ninguém em casa.
“O governo vai fazer seu papel. Espero que os prefeitos colaborem com isso. Espero que os cidadãos colaborem com isso, que os órgãos de controle colaborem com isso também. É uma ação conjunta. O governo não dá conta de fazer tudo sozinho, daquilo que é preciso ser feito”, declara.
Mendes ainda adverte que, aqueles que quiserem correr os riscos de desrespeitar as medidas de biossegurança irão arcar com as consequências depois.
“Se o cidadão quer se expor aos riscos ele tem direito de fazer isso, mas depois não pode reclamar se faltar UTI. Então as pessoas têm que colaborar. O governo, as prefeituras, os órgãos de controle não vão amarrar ninguém em casa. Não tem como nós fazermos isso. O que podemos fazer é campanha de conscientização, alertar por riscos e por perigos”, destaca.
O gestor espera que cada cidadão tenha a compreensão dos risco que está em jogo, sendo a própria vida, a da família e de muitas outras pessoas.
Covid em MT
A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde de segunda-feira (01), 218.023 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 5.154 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado. Ou seja, 25 morte apenas 24 horas.
Foram notificadas 1.003 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 218.023 casos confirmados da covid-19 em Mato Grosso, 7.702 estão em isolamento domiciliar e 204.167 estão recuperados.
Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a covid-19, há 288 internações em UTIs públicas e 291 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 73,66% para UTIs adulto e em 34% para enfermarias adulto.

 

 

 

 

 

Fonte: Repórter MT


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-