Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Defesa pede que acusado de arrancar coração da tia saia da cadeia e receba tratamento psiquiátrico


08
Esta postagem foi publicada em 21 de agosto de 2020 Destaque 1, Notícias.

O advogado de defesa do réu Lumar Costa da Silva, acusado de matar a própria tia – Maria Zélia da Silva Cosmos, 55 anos, em julho de 2019, em Sorriso -, fez um novo pedido à justiça para que o homem saia da prisão e receba tratamento psiquiátrico em uma clínica ou hospital especializado.

O pedido foi feito com base no laudo de sanidade mental feito pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec). Conforme o advogado, Dener Felipe Felizardo e Silva, o réu foi diagnosticado com transtorno afetivo bipolar tipo I, e, por isso, necessita de tratamento psiquiátrico.

A conclusão é de que Lumar, segundo o laudo da Politec, não tinha capacidade para entender o caráter ilícito do assassinato que cometeu.

“O réu, à época dos fatos, era inteiramente incapaz de entender a ilicitude dos seus atos e incapaz de determinar-se segundo este entendimento. Restando claro que ao tempo dos fatos, o acusado não era relativamente incapaz, mas, sim, absolutamente incapaz, pois o periciando, na época dos fatos, tinha alteração de capacidade de determinar-se, já que não possuía autocontrole dos seus atos”, escreveu o advogado.

Atualmente, Lumar encontra-se na cadeia de Sinop, o Ferrugem, recluso em uma cela separada.

O crime aconteceu na rua Rio Negro, no bairro Residencial Villa Bela. A vítima foi morta a facadas e ainda teve o coração arrancado.

 

 

 

 

Fonte: Portal de Sorriso


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-