Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

DEM está dividido no apoio a 3 candidaturas ao Senado


Esta postagem foi publicada em 10 de agosto de 2020 Destaque Slide Topo, Notícias.

Maior partido de Mato Grosso em número de filiados e lideranças políticas no exercício de mandatos eletivos, o DEM enfrenta uma disputa interna no apoio a 3 candidatos à eleição extemporânea ao Senado, que será realizada no 15 de novembro.

Principal líder do partido no Estado, o goverandor Mauro Mendes não esconde a preferência pelo senador Carlos Fávaro (PSD), que ocupa a vaga por decisão judicial. Ele ficou em terceiro lugar na eleição majoritária de 2018.

Presidente da Assembleia Legisaltiva, Eduardo Botelho, neste momento, tem uma maior simpatia ao nome do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT).

 

Tradicionais figuras políticas do DEM – desde a formação original quando era PDS, depois PFL, a família Campos, hoje sob a liderança do senador Jayme Campos, já declarou apoio à pré-candidatura do ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB), que conquistou a quinta posição no pleito de 2018 ao Senado.

Todos os 3 nomes já foram aprovados em convenções partidárias. Contudo, a eleição marcada para abril não ocorreu devido à pandemia do novo coronavírus.

Até então, o nome do DEM à disputa era o do ex-governador Júlio Campos, que recuou de concorrer ao cargo, segundo ele, por recomentação médica. Além de transplantado, Júlio tem diabetes.

Apesar do partido enfrentar este racha interno, um possível entendimento envolvendo a disputa municipal não está descartado para colocar todos os líderes novamente no mesmo palanque.

Uma possibilidade neste momento é Jayme Campos se licenciar do Senado, abrir a vaga para o primeiro-suplente Fábio Garcia, e, com isso, o governador em nome de uma eventual candidatura do amigo e ex-secretário poderia fechar um entendimento para garantir a união do partido no pleito municipal em Cuiabá.

Esta conjectura também selava o apoio dos Campos ao nome de Fábio Garcia na disputa ao Palácio Alencastro.

 

 

 

 

 

Fonte: Gazeta Digital


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-