Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Deputados querem convencer Governo a desistir de retornar aulas presenciais dia 8


04
Esta postagem foi publicada em 14 de janeiro de 2021 Notícias, Política.

A Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa de Mato Grosso não concorda com o retorno das atividades presenciais nas escolas até que a população seja vacinada contra a covid-19.

“O retorno das atividades presenciais programado para o dia 8 fevereiro [rede estadual] só tinha sentido se a descida da curva epidêmica, que aconteceu em agosto até outubro de 2020, se mantivesse. Nós chegaríamos em fevereiro sem óbitos, número de casos novos muito pequeno, de 30 casos novos”, argumentou o presidente da Comissão da AL, deputado estadual e médico sanitarista Lúdio Cabral (PT).

O parlamentar informou que o relatório da última semana dos números da pandemia do novo coronavírus, fechado na segunda-feira (11) pela Comissão, aponta que a média móvel de novos casos de covid-19 em Mato Grosso passou de 1.000 casos/dia e a de óbitos é de 18 mortes/dia. “A tendência da curva endêmica do estado é de crescimento”, pontuou Lúdio.

Os efeitos da movimentação que ocorreu no período de Natal e de Ano Novo começam a aparecer, segundo o petista, o que vai deixar “fevereiro num cenário bem dramático”.

“É provável que no início de fevereiro o cenário esteja mais preocupante do que está agora, mais grave. Se agora o Estado já passa de 60% de ocupação das UTIs”, analisou.

Os deputados da Comissão esperam convencer o Governo a desistir da decisão de retomar as aulas presenciais. Do contrário, emendou Lúdio, podem até acionar o Ministério Público e o Poder Judiciário.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Repórter MT


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-