Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

Deputados votam projeto que cria de Conselho LGBTQIA+ no Estado


009af1508edca9bc15b2aa8d59399123
Esta postagem foi publicada em 16 de novembro de 2021 Notícias, Política.

Após tentativa de arquivamento por parte dos deputados conservadores da Assembleia Legislativa, o Projeto de Lei 862/2021, que cria o Conselho Estadual LGBTQIA+, finalmente será apreciado pelos parlamentares em sessão ordinária desta terça-feira (16). Parecer da Comissão de Direitos Humanos será lido no Plenário. O projeto vai a primeira votação.

O coordenador da Parada da Diversidade Sexual de Mato Grosso e militante do movimento LGBTQIA+, Clóvis Arantes, disse acreditar que cerca de 80 pessoas ou mais ligadas aos movimentos “Mães pela Diversidade”, Ong Livremente, Levante Popular da Juventude, Central Única dos Trabalhadores (CUT) e outras entidades que defendem a causa ocuparão as galerias cobrando dos deputados aprovação da matéria.

“Nós conversamos com alguns deputados durante a semana e hoje, pela manhã, o pessoal da Mães pela Diversidade se encontra na ALMT conversando, dialogando pedindo apoio”, contou.

Clóvis reforçou que aprovação é importante, principalmente agora, com o assassinato de uma drag queen em Juína, no sábado (13). A vítima se chamava Rogério Diego dos Santos, de 28 anos, e usava o nome artístico de Julya Madsan, morta a facadas.  Fazia parte do movimento LGBTQIA+.

“Precisamos de políticas públicas que apoiem o movimento, para que este tipo de crime não aconteça mais”, disse.

Conselho Consultivo no Estado visa garantir a integração e a participação dessa população no processo social, econômico, político e cultural em Mato Grosso. Há poucos dias, o então presidente em exercício da Assembleia Legislativa (ALMT), deputado Dilmar Dal Bosco (DEM), arquivou a tramitação da mensagem nº 154/2021, encaminhada pelo Executivo em 28 de agosto ao gabinete do presidente, deputado Max Russi (PSB). O democrata, no entanto, disse à imprensa que não houve arquivamento da proposta, mas um adiamento.

Na quarta-feira passada (10), requerimento de autoria de lideranças partidária para inserção da mensagem nº 154/2021 do Executivo, que cria o Conselho Estadual LGBTQIA+, colocando o projeto no expediente foi aprovado após pressão do movimento.

Apenas Sebastião Rezende (PSC), Gilberto Cattani (PSL), Thiago Silva (MDB) e Dr. Gimenez (PV) foram contrários à aprovação do requerimento. Os parlamentares justificam que o texto precisa ser discutido com mais “tranquilidade”, antes de ser colado em pauta. 

Em entrevista coletiva, realizada na quarta, sobre os desdobramentos da COP 26, o governador Mauro Mendes (DEM) defendeu a aprovação do projeto que cria o Conselho.

“Nós temos que ter respeito com todos os cidadãos, independente das suas opções, seja de natureza religiosa, política ou até mesmo sexual. O Estado tem o dever de olhar para todos. Por isso nós mandamos a Lei para ALMT. A palavra está com eles agora para discutir o tema”, disse o democrata.

 

 

 

 

Fonte: HNT


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-

76C16F68-917F-4C88-8DC1-7D0A4250D2A3 155878a9-213d-4c2f-9e12-54738fc50437