Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Em reunião, DEM não garante apoio a Leitão e segue indefinido para prefeitura de Cuiabá


03
Esta postagem foi publicada em 18 de agosto de 2020 Notícias, Política.

Mesmo após os irmãos Jayme e Júlio Campos manifestarem o desejo de caminharem juntos com a candidatura do ex-deputado federal Nilson Leitão (PSDB), nesta tarde, o presidente do Democratas no Estado, Fábio Garcia, não garantiu que o partido estará no palanque do tucano. Ele também explicou que a sigla segue avaliando três nomes para a disputa da Prefeitura de Cuiabá.

Os Campos, maiores líderes do DEM em Mato Grosso, já bateram o martelo e anunciaram Júlio como 1ª suplente da chapa de Leitão.

Durante o anúncio, Jayme e Júlio asseguraram que o partido não está rachado e que já existia um acordo dando liberdade aos filiados em apoiarem quem quiser, em virtude de o governador Mauro Mendes ter o interesse de apoiar Carlos Fávaro (PSD), ou seu vice Otaviano Pivetta (PDT).

Para Fábio Garcia, é natural haver divergências em um partido, mas o apoio do DEM a qualquer candidato ainda não foi definido e será decidido de forma colegiada nas próximas semanas.

“Vemos este apoio ao Nilson com naturalidade. É natural que em um partido temos pessoas que tenham mais afinidades e defendam um projeto, em especial quando nós não temos um projeto principal, o que é o caso do DEM. O Júlio era nosso candidato, mas por questões de saúde não pode seguir, ainda que liderasse as pesquisas. Então surgiram correntes distintas do DEM apoiando o Nilson Leitão e outra apoiando a candidatura do Pivetta, assim como a candidatura do Fávaro. Estamos conversando com toda maturidade e vamos dialogar muito para chegar a uma decisão”, disse o ex-deputado após reunião do partido no início da noite.

“O apoio ao Leitão será uma decisão do diretório. Só o diretório pode decidir com quem um partido irá coligar. O que vamos tentar fazer é amadurecer esta decisão entre os principais membros do partido, para que cheguemos com uma posição única do Democratas. Não há ainda nenhuma definição nesta questão”, afirmou.

O ex-parlamentar ainda declarou que a escolha do candidato para prefeito de Cuiabá, está passando por um processo de análise e que existe três postulantes, contando com ele sendo avaliado.

“A única coisa que se sabe é que teremos candidato em Cuiabá. Temos hoje três nomes possíveis, vamos analisar e em muito em breve vamos definir isso. Temos o Eduardo Botelho, o Marcelo Bussiki e eu. Com relação a Cuiabá estamos tendo umas discussões internas, avaliando o perfil de cada candidato. Queremos oferecer o melhor candidato para Cuiabá e precisamos fazer este tipo de avaliação”, concluiu.

 

 

 

 

Fonte: Olhar Direto


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-