Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

‘Enquanto eu for presidente, vai ter mais operação no Brasil todo’, diz Bolsonaro


18
Esta postagem foi publicada em 27 de maio de 2020 Destaque 1, Notícias.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que, enquanto for presidente, “vai ter mais” operações da Polícia Federal (PF) em todo o país, como a que mirou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Bolsonaro ressaltou, no entanto, que não tem informações privilegiadas sobre isso.

Vai ter mais. Enquanto eu for presidente, vai ter mais (operação). No Brasil todo. Não é informação privilegiada, não. Vão falar que é informação privilegiada — disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada, ao responder a um apoiador que elogiou a PF pela operação no Rio.

Minutos antes, a outro apoiador, que havia perguntado se a “Justiça vai ser feita” contra quem cometeu crimes contra a população, o presidente respondeu:

— A Polícia Federal está agindo.

Wilson Witzel foi alvo na terça-feira da Operação Placebo, que investiga supostas fraudes relacionadas a contratos emergenciais para o combate à pandemia do novo coronavírus no estado. O governador nega as acusações.

Na terça-feira, Bolsonaro já havia parabenizado a PF pela operação, mas ressaltou ter tomado conhecimento sobre ela pela imprensa.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que, enquanto for presidente, “vai ter mais” operações da Polícia Federal (PF) em todo o país, como a que mirou o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC). Bolsonaro ressaltou, no entanto, que não tem informações privilegiadas sobre isso.

Vai ter mais. Enquanto eu for presidente, vai ter mais (operação). No Brasil todo. Não é informação privilegiada, não. Vão falar que é informação privilegiada — disse Bolsonaro, na saída do Palácio da Alvorada, ao responder a um apoiador que elogiou a PF pela operação no Rio.

Minutos antes, a outro apoiador, que havia perguntado se a “Justiça vai ser feita” contra quem cometeu crimes contra a população, o presidente respondeu:

— A Polícia Federal está agindo.

Wilson Witzel foi alvo na terça-feira da Operação Placebo, que investiga supostas fraudes relacionadas a contratos emergenciais para o combate à pandemia do novo coronavírus no estado. O governador nega as acusações.

Na terça-feira, Bolsonaro já havia parabenizado a PF pela operação, mas ressaltou ter tomado conhecimento sobre ela pela imprensa.

 

 

 

Fonte: O Globo


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



-