Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Excessos de gastos com super salários precisam ser combatidos, afirma Leitão


09
Esta postagem foi publicada em 6 de outubro de 2020 Destaque Slide Topo, Notícias.

Candidato ao Senado, Nilson Leitão (PSDB) defende que as reformas administrativa e tributária possam tramitar e ser discutidas em paralelo no Congresso Nacional. No caso dos cortes de gastos públicos, ele destaca que é preciso eliminar ‘gorduras’ dos poderes Legislativo, Executivo e Judiciário.
 

Durante entrevista à Rádio Nativa, em Cuiabá, nesta segunda-feira (5), ele defendeu que o Poder Judiciário seja incluído na reforma administrativa como todos os demais poderes, sem exceção.

“Eu sou contra deixar o Poder Judiciário fora da reforma administrativa, é possível sim enxugar gastos. É possível reduzir a máquina administrativa para não sobrecarregar os cidadãos com mais impostos”, disse Nilson Leitão.

O ex-deputado também defendeu os direitos adquiridos dos servidores públicos e a necessidade de chamar os aprovados dos concursos públicos, sem a necessidade de realizar mais concursos com outros em validade.

“Temos que rever os super salários nos três poderes, os alugueis mantidos pelo poder público. Entre 2017 e 2018 foram gastos R$ 2 bilhões com aluguel para servidores dos poderes. Isso precisa ser revisto. São detalhes que vamos equacionar o problema, gastando menos com carros oficiais e usar mais recursos para ambulâncias”.

Nilson Leitão ainda destaca que os órgãos públicos, que tem funções semelhantes como o Ibama e a Sema, poderiam firmar termo de cooperação técnica e utilizar o mesmo prédio, como forma de economizar recursos públicos para manutenção do prédio.

Ele também frisa que os temas polêmicos como cortes de gastos para uma reforma do estado brasileiro é necessário ser provocado no Congresso Nacional.

“Quando propus a PEC reduzindo o número de deputados e senadores, riram, mas eu consegui colher quase 200 assinaturas e o projeto esta parado. Ao me eleger senador, quero retomar a discussão. Nos Estados Unidos, que tem 100 milhões de habitantes a mais e mais recursos, tem 54 senadores e 460 deputados no Congresso. Temos que reduzir o tamanho do parlamento no país”, defendeu.

 

 

 

 

Assessoria


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-