Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

‘Famosa’ nas redes, jovem de Sorriso é presa por estelionato


18
Esta postagem foi publicada em 26 de maio de 2020 Destaque 1, Notícias.

Polícia Civil de Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá) deflagrou, na manhã desta terça-feira (26), uma operação para cumprir 3 mandados de prisão em aberto, entre eles, contra uma jovem acusada de estelionato, que em 2019 teria se passado por filha de juiz, enganando pessoas em redes sociais, onde conta com 25,2 mil seguidores.

Joara Pimental foi presa em março, mas conseguiu liberdade. Delegados da cidade já havia entrado em contato com ela, negociando uma apresentação, que não aconteceu e por isso, tiveram que ir prendê-la no começo da manhã.

Conforme o delegado André Ribeiro, a especialidade da suspeita é enganar as pessoas por meio das redes sociais, vendendo ingressos para festas, pacotes de viagens e outros.

Ela já chegou a dizer que era filha de uma juíza de Sinop. Em 2017, se envolveu no golpe da venda de ingressos para um show sertanejo em Cuiabá. Ao todo, há quase 20 ocorrências contra a suspeita na Polícia de Mato Grosso.

Durante a prisão, ela disse à imprensa que depois convocaria uma ‘coletiva’ para falar sobre o caso, já que estava sem o seu advogado. Nas redes sociais, chegou a declarar que era mentira que estava sendo procurada e que estava em casa, acompanhando ainda uma live da Polícia, dizendo que ela estava foragida.

Outros presos

Mulher que não teve a identidade informada foi presa acusada de furtar uma casa da cidade. Ela contou com a ajuda de um caminhão de mudança e fez ‘a limpa’ no local. Outras pessoas que ajudaram a suspeita estão sendo identificadas.

Foi preso ainda o principal suspeito de matar Alisson Alexandre Rodrigues Pinheiro, 25, no dia 27 de fevereiro, em uma oficina mecânica de Sorriso. Ele foi baleado 3 vezes e um dos tiros atingiu sua cabeça.

O crime, conforme o delegado André Ribeiro, teve motivação passional, já que o suspeito estava vivendo um ‘relacionamento virtual’ com a ex-namorada da vítima.

Fonte: Gazeta digital


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-