Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Gerente de fazenda confessa que atirou em vereador e filho e explica motivaçãoGerente de fazenda confessa que atirou em vereador e filho e explica motivação


07
Esta postagem foi publicada em 22 de setembro de 2020 Notícias, Política.

gerente de fazenda, Paulo Odir de Quadros, de 51 anos, se apresentou, ontem (21), acompanhado de um advogado na delegacia de Polícia Civil de Colíder (a 648 km de Cuiabá) e confessou ter atirado no presidente da câmara de Nova Canaã do Norte, Valdinei Serafim de Brito, 43, e no filho dele, Weslei Teixeira de Brito, 20, no sábado (20). A dupla tentativa de homicídio ocorreu em uma borracharia da cidade. Paulo foi ouvido pelo delegado Eugênio Rudy Júnior, mas, como não havia mandado de prisão expedido contra ele nem estava em flagrante, foi liberado.

O suspeito explicou ao delegado como toda a briga começou. Segundo ele, em abril foi feita a contratação de uma empresa do vereador para catar raízes, na propriedade, a qual administra. No decorrer dos dias o gerente notou que o serviço não estava sendo bem feito. Com isso, entrou em contato com os patrões para que conversassem com o vereador pedindo que melhorasse o serviço.

Como o vereador e os donos da fazenda em que Paulo trabalha não chegaram a um acordo, o contrato foi rescindido. Depois disso, começaram a surgir constantes ameaças. No dia 15 de agosto, o gerente foi até o distrito de Colorado do Norte para contratar um novo catador de raízes e quando estava retornando para fazenda teria sido interceptado pelo vereador, que desferiu diversos socos no vidro da caminhonete e também fez ameaças ao novo contratado.

Conforme o depoimento de Paulo ainda, no mesmo dia o vereador ficou aguardando o gerente da fazenda com uma arma em punho numa curva da estrada. Ele desviou e continuou seguindo para fazenda. Depois ele seguiu até a propriedade com uma Toyota Hilux e efetuou alguns disparos afirmado, enquanto recarregava a arma, que os “tiros eram para o acusado e novo contratado”.

nova can�a

Quando foi na quinta (17) o filho do vereador também teria ido até à porteira da fazenda e começou a buzinar e gritar. No sábado, o gerente afirmou que foi até o distrito buscar o caminhão da fazenda que estava na mecânica. No local, o vereador chegou acompanhado de outras duas pessoas, uma delas o filho dele, em motos. Ele foi atingido por um soco na cabeça e foi ofendido com palavras de baixo calão.

Algumas pessoas que estavam no local observaram a exaltação do vereador, que chegou a ser segurado por elas. Porém, ele conseguiu se soltar e voltou a agredir o gerente, que também foi segurado pelo pescoço pelo filho dele.

Neste momento, Valdinei teria colocado a mão da cintura e temendo pela vida, tentou sacar da sua arma, houve luta corporal com o filho do vereador e conseguiu efetuar dois tiros nele e outros dois no vereador.

De acordo com o boletim médico, o vereador segue internado na Unidade de Tratamento Intensivo no Hospital Regional de Colíder. Ele teve múltiplas lesões na cavidade abdominal já abordadas cirurgicamente. O caso segue sendo investigado. O filho passou por cirurgia e passa bem.

 

 

 

 

 

Fonte: RD News


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-