Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

Gerente do IBGE avalia crescimento da economia e que “Mato Grosso continua se destacando” a nível nacional


unnamed
Esta postagem foi publicada em 16 de novembro de 2021 Notícias, Política.

A gerente de Contas Regionais do IBGE, Alessandra Poça, apontou que o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) de Mato Grosso, segundo estado com maior crescimento em 2019, “Mato Grosso continua se destacando com a maior variação em volume acumulada entre os entes federativos, um crescimento 130,4% no período. O desempenho do Estado esteve bastante vinculado à agropecuária, devido ao cultivo de algodão e à pecuária no período”, acrescenta Poça, referindo-se a análise de desempenho ao longo da série 2002-2019.

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) confirmou que Mato Grosso, segundo Estado com maior crescimento do PIB em 2019,  agricultura – inclusive a atividade de apoio à agricultura e a pós-colheita-  cresceu 12% tornando-se a de maior participação na economia mato-grossense naquele ano, com desempenho amparado nos cultivos de algodão herbáceo e de soja.

Doze estados e o Distrito Federal tiveram aumento do Produto Interno Bruto (PIB) de 2019 acima da média nacional, que foi de 1,2%. O Tocantins apresentou a maior alta (5,2%), enquanto outros quatro estados tiveram resultados negativos: Espírito Santo (-3,8%), Pará (-2,3%), Piauí (-0,6%) e Mato Grosso do Sul (-0,5%). Minas Gerais ficou estável. Os demais nove estados tiveram alta, mas abaixo do índice nacional.

Os dados são das Contas Regionais 2019, publicadas hoje (12) pelo IBGE, e elaboradas em parceria com os Órgãos Estaduais de Estatística, Secretarias Estaduais de Governo e a Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

O Tocantins (5,2%) teve o maior crescimento no PIB no ano, seguido por Mato Grosso (4,1%), Roraima (3,8%), Santa Catarina (3,8%) e Sergipe (3,6%).

Outros 14 estados tiveram PIBs abaixo da média nacional (1,2%). As maiores quedas ficaram com Espírito Santo (-3,8%), Pará (-2,3%), Piauí (-0,6%), Mato Grosso do Sul (-0,5%), enquanto Minas Gerais (0,0%) ficou estável.

 

 

 

 

 

Fonte: Só Notícias


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-

76C16F68-917F-4C88-8DC1-7D0A4250D2A3 155878a9-213d-4c2f-9e12-54738fc50437