Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

Governador abaixa o tom contra a AL e diz que divergências fazem parte


01
Esta postagem foi publicada em 9 de julho de 2021 Destaque Slide Topo, Notícias.

Após tecer ferrenhas críticas à Assembleia Legislativa, o governador Mauro Mendes (DEM) amenizou e abaixou o tom. Ele alegou que as divergências fazem parte e que o importante é trabalhar para dar resultado.

“Não tivemos problema com a AL. Fazer críticas, ter opiniões diferentes não significa crítica. Dentro da casa da gente a gente tem desentendimento com esposa, filhos, amigos, mas o que nos une é muito maior do que nos separa. O que me une na política é fazer o bem para Mato Grosso. Se a maioria estiver deste lado, estaremos juntos e vamos trabalhar para dar resultados”, declarou em entrevista ao Leiagora na noite desta quinta-feira (8), durante entrega de títulos no Bairro Osmar Cabral.

Esta semana foi de conflito entre o governador e alguns deputados que demonstraram insatisfação com as últimas declarações do chefe do Executivo, que chegou a falar que o Parlamento fazia maluquices aprovando leis inconstitucionais, pensando apenas em votos. A deputada Janaina Riva (MDB) foi uma das que subiu o tom e disse que Mato Grosso precisa de um estadista que pense nas pessoas e não as chute pela porta.

Já o presidente da Assembleia Legislativa, Max Russi (PSB), e o primeiro-secretário, Eduardo Botelho (DEM), amenizaram a crítica. Além da derrubada de vetos do governador, a briga esquentou mais após a Assembleia aprovar a PEC da Empaer, que regulariza a situação de 61 funcionários demitidos do órgão.

Mauro alegou que estava apenas cumprindo uma decisão judicial, mas os deputados já adiantaram que vão colocar a Procuradoria da Casa para auxiliar os servidores no processo, para que sejam readmitidos.

 

 

Fonte: Leia Agora


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-