Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Governador reconhece aumento da Covid em MT e quer manter ‘equilíbrio’ para evitar medidas mais rígidas


04
Esta postagem foi publicada em 18 de dezembro de 2020 Destaque Slide Topo, Notícias.

O governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM) disse, em entrevista,que o governo continuará trabalhando nas medidas preventivas e de orientações dos mato-grossense para evitar aumento de casos de Covid e, com isso, garantir o funcionamento das empresas sem ampliar medidas mais rígidas através de decretos que prejudicam o desenvolvimento econômico estadual.

“Nos próximos dias devemos soltar algumas orientações. Só tem um jeito de evitar medidas restritivas, que é usar máscaras. Eu já peguei Covid. Em tese, eu faço exame e estou imune, mas eu uso a máscara para colaborar, dar exemplo. Se todo mundo fizer um pouquinho a gente ajuda a própria sociedade a não ter medidas restritivas, que são ruins para as atividades econômicas. Nós temos que preservar as vidas e, por isso, temos que encontrar esse equilíbrio. Eu sempre defendi o equilíbrio. Nem muito ao extremo do para tudo e também acreditar que essa doença não é séria. Milhares de mato-grossenses já morreram. Vamos tratar com seriedade e tentar evitar medidas restritivas”, disse.

O governador reconheceu que o Estado teve um crescimento de casos e acredita numa campanha de vacinação pelo governo Federal a partir do próximo ano. “A nova onda (da Covid) é uma realidade no mundo e no Brasil. Em muitos países chegou com muita força. No nosso país, tem alguns Estados que estão com ocupação das UTIs acima de 90%. Em Mato Grosso, já há registro claro de crescimento. Vamos entrar com novas campanhas para alertar a população. As pessoas estão pensando que tudo acabou. Só de ouvirem falar da vacina, pensam que está tudo resolvido. A vacina é uma grande promessa para o início do ano. Existe toda essa agitação entre ministério (da Saúde) para aquisições, mas nós acreditamos que no final tudo vai se resolver. O bom senso tem que imperar”.

Mendes afirmou ainda que a disputa política não pode colocar em segundo plano os interesses dos brasileiros. “Não há que se imaginar que uma disputa política entre presidente (Jair Bolsonaro) e determinado governador (João Dória, de São Paulo) vai colocar em segundo plano interesses de todos os brasileiros. Vamos ter a vacina entre janeiro e fevereiro. Isso vai ajudar muito, mas é preciso de um tempo para que isso aconteça. Primeiro que vacinar 3,5 milhões de mato-grossenses ou mais de 200 milhões de brasileiros não é uma tarefa simples, que se faz em dois, três meses. Vai demorar talvez o ano interior para conseguir fazer isso”.

Na última quarta-feira, conforme já informou, Mauro Mendes esteve em Santa Carmem e Vera para inaugurar um trecho de 30,5 quilômetros de asfaltamento da rodovia estadual MT-140. Foram investidos R$ 17,3 milhões. Ele também vistoriou as obras de pavimentação da MT-422, entre Santa Carmem a União do Sul onde o governo investe mais de R$ 34 milhões.

 

 

 

 

 

Fonte: Só Notícias


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-