Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Homem suspeito de espancar esposa pede desculpas e tenta justificar fato nas redes sociais


10
Esta postagem foi publicada em 6 de agosto de 2020 Destaque 1, Notícias.

Edmilson Albuquerque, suspeito de espancar e manter a esposa em cárcere privado em Tangará da Serra, se manifestou por meio das redes sociais. Em comentários de uma matéria do site Bem Notícias, ele escreveu que a mulher o havia “traído e roubado”, e ainda disse que sua mãe (que foi presa) é inocente.

Segundo informações da Polícia Militar, a mulher foi socorrida pelos Bombeiros, após passar dois dias em cárcere privado na casa do suspeito. Ela contou que conseguiu escapar somente na madrugada de segunda-feira (3), quando todos da casa estavam dormindo.

A vítima contou que as agressões começaram por volta das 9h da manhã de domingo (2), quando o ex-marido a agrediu com chutes, socos, utilizou um fio como instrumento de tortura, além de afogá-la no tanque e bater com sua cabeça contra a parede. Seu rosto ficou deformado.

A PM prendeu a mãe do agressor, de 55 anos, e o padrasto dele, de 39. Na casa, ainda estava um adolescente, neto da mulher que foi presa. Segundo a vítima, todos presenciaram as agressões. O homem ainda teria queimado os documentos dela, e impedido que ela pegasse a bicicleta para ir embora. Ela contou que implorava para que a mãe e o padrasto do agressor a ajudassem, mas ambos se negaram.

No comentário das redes sociais, Edmilson afirmou:

“Bom, eu sou Edmilson bom eu vim aq pedir desculpas pra todas as mulheres e vim tbm explicar tudo que na vdd aconteceu
Ela me roubo e ainda por cima me traiu então msm tudo isso eu sei q fui errado mais foi na coisa da raiva nao quis fazer nada disso mais nao quero ser acusado por uma coisa q eu nao fiz e outra ela nao ficou em caceris privado ela foi por vontade própria e eu tenho provas vídeos então nao me julguem sem sabe” (sic)

Ele ainda afirmou que sua mãe é inocente, e que não estava no local. Segundo o site Bem Notícias, Edmilson se apresentou na delegacia, foi ouvido e liberado. O caso será investigado pela Polícia Civil.

 

 

 

 

Fonte: Olhar Direto


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-