Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Incêndios já consumiram quase 10% da área do Pantanal em MT


08
Esta postagem foi publicada em 3 de setembro de 2020 Destaque 2, Notícias.

Um levantamento da Ong Instituto Centro de Vida (ICV) apontou que 560 mil hectares do Pantanal mato-grossense já foi consumido pelos incêndios desde o início do anos até o dia 17 de agosto.

O número representa 9% do total do bioma no Estado, segundo o ICV.

Desde o dia 12 de julho, incêndios de grandes proporções tem tomado o Pantanal. Equipes de combate tem encontrado dificuldades para controlar as chamas.

De 560 mil hectares queimados, 95% era de áreas mapeadas pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) como mata nativa, sendo 9 vezes maior que o desmatamento ocorrido no bioma nos dois últimos anos.

“É uma área grande de vegetação nativa atingida e está muito fora do padrão no bioma. É um impacto muito grande sobre a flora e a fauna”, afirmou Ana Paula Valdiones, coordenadora do Programa de Transparência Ambiental do ICV.

Desde o dia 1º de julho, início do período proibitivo de queimadas, nove focos iniciais de fogo se alastraram e atingiram cerca de 324 mil hectares do Pantanal.

Essas nove frentes de incêndio representam 68% de todos os focos de calor no bioma durante o período proibitivo, sendo a maior parte dos incêndios no bioma nos últimos 50 dias.

Deste nove pontos de incêndio, cinco deles ocorreram em áreas que estão no Cadastro Ambiental Rural (CAR), três em áreas não cadastradas e um na terra indígena Perigara, com 75% do territórios já atingido.

Em todo o Estado, as queimadas já consumiram 1,7 milhão de hectares neste ano, o que representa uma área cinco vezes maior que Cuiabá.

Cerca de 37% dessas ocorrências se concentraram na Amazônia, 32% no Pantanal e o Cerrado com 31% do total de incêndios.

Conforme a Ong, uma análise sobre a origem aponta que um número pequeno de incêndios pode resultar em grande área atingida. Isso ocorre em por conta das condições climáticas, tempo seco com altas temperaturas, e pela dificuldade no combate às chamas.

Fonte: Midia News


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-