Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Janaina refuta fim da Metamat e defende mais recursos para 2020


13
Esta postagem foi publicada em 6 de maio de 2019 Destaque Slide Topo, Notícias.

A presidente da Assembleia Legislativa Janaina Riva (MDB) afirmou que seria um erro o Governo do Estado optar pela extinção da Metamat (Companhia Matogrossense de Mineração), tal como o governador Mauro Mendes (DEM) chegou a defender no início do ano.

Para a deputada, há muitas cidades com enorme potencial mineral em Mato Grosso e, com ajuda da Metamat, a exploração desses recursos pode representar geração de emprego e renda no Estado.

“Hoje temos um Estado que tem uma produção de minério altíssima e não exploramos isso como deveríamos. Essa pode ser uma nova saída econômica para Mato Grosso. A Metamat ainda carece de muita estrutura e é pouco explorada. Vamos discutir aqui os novos potenciais do Estado e o que falta para avançarmos”, disse a deputada.

A declaração foi dada na manhã desta segunda-feira (6), durante audiência pública para debater as novas fronteiras econômicas de Mato Grosso.

Um exemplo de expansão econômica e, consequente geração e renda, segundo ela, é o Município de Aripuanã (1002 km de Cuiabá).

“Acho que a Metamat não pode ser extinta, porque o perfil da companhia é atender o pequeno. Ela está desenvolvendo um belíssimo trabalho, por exemplo, em Aripuanã. O munícipio descobriu minério há dois anos”, disse.

“A cidade que tinha ruas vazias, hoje tem um comércio ‘bombando’, a rede hoteleira ‘bombando’, hotéis foram reabertos, tudo isso mostrando que, através do minério, mesmo que com o pequeno ele é viável. Ele estimula, dá mais emprego até talvez que as grandes mineradoras”, acrescentou Janaina.

Para a deputada, o próprio governador Mauro Mendes já reavaliou seus planos e entende que caberia, neste momento, uma tentativa de expansão e reforço da Metamat.

Especialmente no que diz respeito ao corpo técnico da companhia.

“Vejo que Metamat precisa ser reforçada. Precisamos de mais técnicos principalmente no interior do Estado, nessas cidades que têm potencial. Técnicos ensinando as pessoas a como extrair esse minério, sem trazer também dano ao meio ambiente. Quer dizer: ainda temos muitas fronteiras que não foram exploradas dentro do Estado”, afirmou Janaina.

Orçamento em discussão

Ainda segundo a deputada, a partir do meio do ano a Assembleia passa a discutir o orçamento do Estado para 2020 e pode dar prioridade a empresas como a Metamat.

“Vamos discutir o orçamento e entendo que a Metamat deve ser ampliada, o serviço da Metamat tem que ser ampliado. O Estado carece de emprego, de geração de renda. Como a gente deixa de explorar uma riqueza de minério como a de Mato Grosso?”, questionou.

“Acredito que através do orçamento da Assembleia podemos direcionar investimentos do governo do Estado dentro daquilo que acreditamos que pode trazer maior retorno para a população mato-grossense”, concluiu.

 

 

Fonte: Midia News


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-