Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Justiça bloqueia fazenda de R$ 7 milhões em nome de Dilmar Dal Bosco


04
Esta postagem foi publicada em 7 de julho de 2021 Notícias, Política.

Foram determinados bloqueios de uma fazenda, no valor de R$ 7,8 milhões, que está em nome do deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM), e de R$ 2 milhões nas contas do ex-deputado estadual Pedro Satélite (PSD) e seu filho, Andrigo Wiergert. A decisão pela indisponibilidade dos bens foi do juiz da Vara Especializada em Ação Cível Pública de Cuiabá, Bruno D’Oliveira Marques que aceitou a oferta da defesa de Dilmar para que o imóvel  sirva de “caução”.

Dilmar, Satélite,  Andrigo e outros 10 foram denunciados por corrupção, lavagem de dinheiro e fraude a licitação. A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público de Mato Grosso em decorrência da Operação Rota Final que investiga os crimes no setor de Transporte Coletivo Rodoviário Intermunicipal de Passageiros de Mato Grosso (STCRIP-MT), realizado pela Secretaria de Infraestrutura do Estado de Mato Grosso e pela Agência Estadual de Regulação dos Serviços Públicos Delegados (Ager-MT).

Ao todo, o MPE pede o bloqueio de R$ 32,4 milhões de todos os envolvidos, incluindo as empresas de transporte intermunicipal: Verde Transportes, Empresa de Transportes Andorinha, Viação Xavante e Viação Motta

Ou demais denunciados são o ex-servidor do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT) Raphael Vargas Licciardi, Eder Augusto Pinheiro, Júlio César Sales Lima, Max Willian de Barros Lima, José Eduardo Pena, Edson Angelo Gardenal Cabrera, Paulo Humberto Naves Gonçalves, Francisco Feitosa de Albuquerque Lima Filho, Luis Gustavo Lima Vasconcelos e Daniel Pereira Machado Júnior.

Dilmar e Satélite são acusados de usarem os mandatos para atrapalhar e atrasar o processo de licitação do transporte. Eles teriam trabalhado para atender a interesses econômicos dos empresários do setor e, em troca, receberiam vantagens indevidas.

A fazenda de Dilmar que está indisponível foi oferecida em garantia pela defesa do deputado que afirma ter o intuito de resguardar a Justiça até que se esclareça os fatos. A Fazenda Carlito fica no município de Campos de Júlio.

 

 

Fonte: RD News


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-