Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Mais de 180 homens suspeitos de violência doméstica são monitorados por tornozeleira eletrônica


17
Esta postagem foi publicada em 21 de agosto de 2020 Notícias, Política.

Dos 4.003 homens monitorados por tornozeleira eletrônica em Mato Grosso, 181 praticaram crime de violência doméstica. Atualmente, 81 vítimas utilizam o botão do pânico como forma de proteção.

Apesar disso, segundo a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), 100 vítimas ainda não fazem uso do aparelho, seja por não terem procurado a secretaria para a utilização do dispositivo ou porque a própria Justiça não determinou.

De acordo com a Secretaria, sendo autorizado pelo juiz, a vítima que receber o botão do pânico estará segura por um raio de distância onde o agressor não poderá entrar.

No caso da violação deste raio, o botão do pânico vibrará e a Central de Monitoramento fará o contato telefônico com vítima e agressor para que a distância seja mantida.

Caso o agressor não obedeça, a Polícia Militar é acionada para que seja feita a proteção da vítima.

O botão do pânico é oferecido pelo estado desde 2014, sendo amplamente efetivado no estado em 2017, mediante decisão judicial.

De acordo com a Sesp, por meio da Adjunta de Administração Penitenciária, o estado tem à disposição da Justiça quase mil equipamentos.

O botão do pânico é oferecido em todo o estado, no entanto, grande parte dos equipamentos, está em Cuiabá (49 botões), Sorriso (7 botões), Pontes e Lacerda (6 botões) e Juína (6 botões).

 

 

 

Fonte: G1 MT


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-