Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Mauro diz que discussão sobre aposentadoria de PMs ‘está superada’: “professor ganha menos do que um PM”


images (2)
Esta postagem foi publicada em 3 de fevereiro de 2021 Notícias, Política.

Apesar das reivindicações do setor da segurança pública, que espera igualar a alíquota previdenciária à nacional, o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que a discussão está superada. Para o chefe do executivo, é bom lembrar que ‘nada é de graça’, e não há motivos para a contribuição de policiais ser menor.
“Existe uma normativa na reforma da previdência, isso para mim já é ponto superado. Nós tivemos um grande debate democrático na Assembleia, há seis meses, no ano passado, por volta de junho, julho, superamos essa fase. O brasil tem que entender o seguinte, nós brasileiros, temos que entender: não existe nada de graça”, afirmou, durante entrega de armas e fardas à Polícia Militar na tarde da última terça-feira (2).

“Quem paga a conta é o cidadão. O estado não produz nada, quem produz é o cidadão. Agora, se o Estado gasta mal, se ele dá mais para um do que para outros, isso vai faltar em algum lugar. Então, respeito muito todos os nossos servidores, mas um professor ganha menos do que um policial militar. Então se vale para o militar, vale para o professor, vale para todo mundo. Agora, esse tema já foi superado. Ele já foi discutido e não tem porque… nós temos que olhar para tantos problemas a serem resolvidos e vamos enfrentá-los para melhorar para todo mundo, inclusive para os servidores”, completou.

Desde junho de 2020 os servidores públicos militares do Estado de Mato Grosso sofrem descontos à título de Contribuição Previdenciária na ordem de 14% sobre seus subsídios, em substituição a alíquota de 9,5% que até então foi aplicada até o mês de maio de 2020, e que é aplicada a nível nacional para os setores de segurança pública.

Fonte: Olhar Direto

WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-