Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Mauro diz que ineficiência do Estado justifica terceirização


07
Esta postagem foi publicada em 15 de abril de 2019 Notícias, Política.

Uma das marcas do governo Mauro Mendes (DEM) deve ser a concessão, em larga escala, de rodovias estaduais para a iniciativa privada. O governador afirma que por causa da ineficiência do Estado é necessário fazer parcerias com empresas privadas para garantir melhorias nas estradas de Mato Grosso, pois atualmente existem mais de 23 mil quilômetros de rodovias não pavimentadas.

“O estado brasileiro é muito ineficiente. Ele gasta muito dentro da máquina. A infraestrutura aqui em Mato Grosso nós temos muita demanda, nós temos ai 23 mil quilômetros de rodovias estaduais não pavimentadas e o estado não tem, e no universo de algumas décadas não terá o dinheiro para fazer todas essas obras”, afirma Mendes.

Ele dá exemplos de outras áreas que foram melhoradas pela terceirização, o que mostraria a importância desse tipo de medida pelo governo. “O grande exemplo disso tem sido os aeroportos brasileiros, o sistema de telecomunicações do país, que após as privatizações e concessões, passaram a ser fornecido com muito mais qualidade com o mesmo preço e em alguns, o preço até caiu”.

Para decidir sobre as concessões, a Secretaria de Estado de Infraestrutura (Sinfra) está realizando um levantamento sobre as rodovias e a viabilidade de terceirização de cada uma. “Eles estão olhando primeiro aquelas de maiores tráfegos, de maio demanda, em região de potencial futuro de crescimento”.

O governador enfatiza que na atual realidade do Estado, essa é a melhor alternativa. “Escolher o caminho das concessões, das privatizações, tem se mostrado ao longo dos anos um excelente caminho. Porque muito das vezes o cidadão paga o mesmo preço, mas ele tem os serviços de qualidade”.

 

 

Fonte: Gazeta Digital/Thalyta Amaral e Pablo Rodrigo


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-

anigif2