Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Mesmo na pandemia e com estados em crise, Gallo garante que Mato Grosso está com as contas em dia Mesmo na pandemia e com estados em crise, Gallo garante que Mato Grosso está com as contas em dia.


01
Esta postagem foi publicada em 10 de maio de 2021 Destaque Slide Topo, Notícias.

Apesar do período de pandemia, em que a maioria dos estados brasileiros estão com problemas financeiros, inclusive para pagar salário dos funcionários públicos, Mato Grosso garante regularidade nas contas e vida financeira saudável, com entrega de obras e distribuição de renda, mesmo em período crítico para a empregabilidade.

 

Para o secretário de Fazenda, Rogério Gallo, as contas do estado estão em situação tranquila e a população pode esperar investimentos, inclusive em 2021 e 2022, com 15% da corrente líquida sendo investida em obras de hospitais, escolas e distribuição de renda.

 

“Vamos melhorar nosso serviço de saúde, com a construção de três hospitais regionais, além da distribuição de renda. Estamos entregando o cartão para 100 mil famílias, que para o estado terá um custo mensal de R$ 15 milhões. O estado com as contas organizadas é um estado que consegue investir e dar desenvolvimento para a população. Nos dois anos serão R$ 4 bilhões e meio, investindo 15% da corrente líquida. Vamos pagar agora em meio a RGA de 2018, vamos chegar ao 49% da receita líquida com gastos com pessoal. Nossas contas estão em equilíbrio”, comentou o secretário.

 

No fim dos esclarecimentos, Gallo ainda rebate qualquer crítica que fazem ao modo de investir do governador Mauro Mendes  (DEM) e garante que não tem nenhuma obra que foi iniciada sem ter dinheiro para terminar. Inclusive, a defesa do secretário é em cima do programa Mais MT.

 

“O governador não lança uma obra ou ação sem recurso para terminar o investimento. Todas as obras que estão em curso tem recursos em caixa para fazer entrega. O Mais MT é um programa sério. Não é fumaça. No final de 2022 todos poderão ver os resultados históricos nos 141 municípios.”, finalizou.

 

 

 

Fonte: Olhar Direto


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-