Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

Ministro diz a Mauro e senadores que ‘marco legal’ não atrapalhará expansão da ferrovia de Rondonópolis a Mutum e Lucas


Mauro-mendes-e-ciro-nogueira-2021-Lucas-Rodriguesass-990x556
Esta postagem foi publicada em 18 de agosto de 2021 Notícias, Política.

O governador Mauro Mendes e os senadores Jayme Campos e Carlos Fávaro se reuniram, hoje, no Palácio do Planalto, com o  ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, que assegurou se houver eventual medida provisória criando marco legal das ferrovias não atrapalhará a implantação da ferrovia estadual, lançada recentemente por Mauro, para expandir os trilhos de Rondonópolis a Cuiabá e depois a Nova Mutum e Lucas do Rio Verde (700 km), com projeção da iniciativa privada investir R$ 12 bilhões. “Conversei sobre esse caso com o ministro Tarcísio [Infraestrutura] e ele garantiu que a medida provisória não vai afetar Mato Grosso. Esse tema já está pacificado”, declarou Ciro.

“Temos segurança jurídica total para agora, em meados de setembro, assinar o contrato para esta obra tão importante”, disse Mauro Mendes, ao final do encontro.  “Falamos com o ministro sobre a importância da ferrovia estadual, que nós lançamos um chamamento público, e falamos também sobre uma possível medida provisória que pudesse afetar esses interesses do Estado. O ministro garantiu a mim e aos três senadores que caso venha a sair essa medida, nós não teríamos problema com aquilo que já está em curso no Estado de Mato Grosso. Portanto, segurança jurídica total”, disse Mauro.

O presidente Jair Bolsonaro afirmou que não se opõe ao projeto da ferrovia estadual, com expansão dos trilhos até Lucas, lançado por Mauro.

A expansão da ferrovia de Rondonópolis (Sul) ao Nortão ajudará a escoar o grande aumento que o Estado terá na produção de grãos nos próximos 10 anos, estimados em 120 milhões de toneladas.

O senador Carlos Fávaro (PSD), ex-presidente da Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso, acrescentou que Mato Grosso tem condições de oferecer demanda para as três ferrovias planejada para o Estado, a Ferrogrão, ligando Sinop ao Porto de Muritiba (PA), a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), que chegará ao Estado por Água Boa e deve ‘passar’ por mais de 15 municípios mato-grossenses até chegar em Porto Velho (RO).

O senador Jayme Campos destacou os benefícios que a chegada da ferrovia vai trazer ao Estado. “Essa ferrovia vai diminuir o custo do frete, vai facilitar o transporte da nossa produção e trazer milhares de empregos”, disse.

O secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho e o secretário de Fazenda, Rogerio Gallo, também estiveram na audiência.

 

 

Fonte: Só Notícias


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-