Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Morre o segundo filho baleado na cabeça pelo próprio pai


22
Esta postagem foi publicada em 10 de março de 2020 Destaque 1, Notícias.

Após mais de 7 dias internado em estado grave, o pequeno João Lucas Diniz, 3, não resistiu e morreu na manhã desta terça-feira (10), no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC). Ele foi baleado na cabeça pelo próprio pai, que também matou a irmã dele de 4 anos e cometeu suicídio em seguida. O crime aconteceu no dia 2 de março em Canarana (823 km ao Leste de Cuiabá).

A informação da morte do menino foi confirmada ao GD pela assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde. João foi socorrido, levado para uma unidade de saúde em Água Boa, mas precisou ser transferido para Cuiabá no dia 3 de março, em estado grave. Ele ficou internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

O crime foi motivado por vingança de Lucas Diniz contra a ex-mulher, mãe das crianças, que o denunciou por violência doméstica. Ele ficou alguns dias presos e, em seguida, cometeu o crime. Além de João, morreu ainda a pequena Ana Maria Soares Diniz, de 4 anos. As mortes chocaram a cidade.

‘Vingar de forma terrível’

No começo da noite de segunda-feira (2), ele foi até a casa da sogra e pediu para ficar com os filhos, disse que os levaria para dormir na sua casa. A mãe das crianças estava em Água Boa e passou a receber mensagens ameaçadoras do homem.   Em uma delas, ele dizia que iria ‘se vingar de uma forma terrível’ e também ameaçou matar a mulher, enviando fotos da arma de foto calibre 38. A mulher ligou para a mãe, que acionou a Polícia Militar.

Quando os policiais chegaram no endereço, encontraram a vô das crianças aos prantos, segundo ela, tiros foram ouvidos dentro da residência. Quando a  PM entrou, encontrou uma cena chocante. As duas crianças estavam baleadas ao lado do pai. Todos com ferimentos de tiro na cabeça.

A pequena Ana Maria e seu irmão ainda apresentavam sinais vitais, foram socorridos e encaminhados para o Hospital Municipal. Lucas já estava sem vida.

O local do crime foi isolado para a chegada da Perícia Oficial e Polícia Civil. A arma calibre 38 usada foi recolhida e entregue aos peritos, bem como 3 munições deflagradas.

 

Fonte:Gazeta Digital


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-