Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Motorista morre ao ser baleado em assalto e criminoso fica ferido em troca de tiros com PMs


03
Esta postagem foi publicada em 17 de julho de 2019 Destaque 1, Notícias.

O motorista Carlos Lemes Vieira, 66 anos, morreu após supostamente ter reagido a um assalto, no bairro Morada do Ouro II, em Cuiabá, na noite da última terça-feira (16). Após o latrocínio [roubo seguido de morte], os bandidos fugiram levando o carro da vítima e foram perseguidos por uma equipe da Polícia Miltiar. Houve troca de tiros no bairro Jardim Brasil, onde um dos criminosos acabou atingido, mas sobreviveu.

Os suspeitos foram identificados como: Lucas Felix de Olvieira, 23 anos e Marcos Henrique Silva de Figueiredo, 32 anos.

Conforme as informações do boletim de ocorrências, os criminosos anunciaram o assalto ao motorista no Parque da Nascente. Assustada, a vítima teria esboçado reação e reagido, sendo baleada logo em seguida. Os bandidos então pegaram o carro da vítima e saíram em disparada.

A vítima foi encaminhada por populares para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Morada do Ouro, mas não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

Uma equipe da Polícia Militar deparou-se com a Duster roubada e iniciou o acompanhamento, exigindo que os criminosos parassem, o que não aconteceu. O bandido que dirigia o veículo acelerou e passou por diversos cruzamentos e ruas sem parar, colocando outros motoristas e pedestres em risco.

Já no bairro Jardim Brasil, os criminosos desceram do veículo e começaram a atirar contra a equipe da PM, que revidou. Um deles foi atingido pelos disparos e caiu ao lado do carro, deixando uma arma. O outro conseguiu entrar em uma residência, mas acabou pego pelos militares.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e prestou os primeiros socorros ao criminosos atingido, que foi encaminhado ao Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC), onde permanece internado.

Uma equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi até o local da troca de tiros, mas não foi possível concretizar os trabalhos por conta da baixa iluminação. O filho da vítima disse aos PMs que a carteira do seu pai, com documentos pessoais e cartões de banco, não foi encontrada. O caso é investigado pela Polícia Civil.

 

 

Fonte: Olhar Direto


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-