Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

MPE investiga prefeito por aglomeração em live de Gusttavo Lima


07
Esta postagem foi publicada em 4 de maio de 2021 Destaque 2, Notícias.

O Ministério Público do Estado (MPE) abriu uma investigaçao contra o prefeito de Primevera do Leste (192 km ao sul de Cuiabá), Leonardo Bortolin (MDB), para investigar se o gestor descumpriu as medidas de combate a covid-19 ao permitir a aglomeração de centenas de pessoas durante a live do Gusttavo Lima, que aconteceu no último sábado (1º), em uma fazenda do município.

Além do emedebista, também serão investigados o coordenador de fiscalização da prefeitura, Amarildo de Jesus Martins, e a empresa goiana Empresa Sandrinn Shows e Eventos Eireli, responsável pela produção do evento. “Seja expedido ofício ao Prefeito Leonardo Tadeu Bortolin e ao coordenador de fiscalização da prefeitura, Amarildo de Jesus Martins, requisitando informações, no prazo de dez dias, acerca da realização do evento intitulado de ‘live O Embaixador no Agronegócio’ e o cumprimento do Decreto Municipal nº2.055/2021, bem como as medidas tomadas pelo poder público”, diz o documento.

De acordo com a portaria assinada pela promotora de Justiça substituta, Carla Marques Salati na segunda-feira (3), o procedimento visa apurar se o município descumpriu o próprio decreto municipal e as medidas de enfretamento a pandemia.

Nesse contexto, Salati enfatizou que é de responsabilidade do poder público municipal realizar a fiscalização dos eventos que causem aglomeração e garantir o cumprimento das regras aplicadas pelo município. “Considerando o Decreto Municipal nº2.055/2021 que suspende os eventos públicos ou privados, corporativos ou sociais com lotação superior ao percentual equivalente a 30% da capacidade do ambiente”, complementa.

Ao instaurar o procedimento, a promotora citou a explosão de casos que atinge o estado e recordou que Primavera do Leste possui 745 pacientes internados em leitos de enfermaria apenas nas enfermarias.

Ela destacou ainda que a alta taxa de contaminação fez com que o Estado declarasse situação de emergência por 30 dias. “Foi declarada situação de emergência em todo o território Mato-Grossense, para fins de prevenção, preparação, mitigação, resposta e recuperação frente à epidemia do novo coronavírus causador da doença denominada covid-19”, finaliza.

Por fim, a promotora exige que a Prefeitura de Primavera do Leste e a Sandrinn Shows e Eventos enviem, em até 10 dias, os documentos informando a quantidade de pessoas que participaram da live, quais medidas de distanciamento foram adotadas, qual laboratório o público teria testado, entre outras informações.

“Seja oficiado ao representante da Empresa Sandrinn Shows e Eventos Eireli para que preste informações, no prazo de dez dias, sobre o evento intitulado de “live O Embaixador no Agronegócio”, de modo que especificamente seja esclarecido”, concluiu.

Dezenas de pessoas se aglomeraram durante a live do Gusttavo Lima, em Primavera do Leste no último sábado. O show foi transmitido pela internet e pode ser assistido de perto por vários convidados, patrocinadores e empresários no milharal de uma fazenda.

O evento chamado de “O Embaixador no Agronegócio 2” foi produzido por uma empresa goiana para 180 espectadores. Contudo, registros feitos pelos próprios convidados mostraram diversas pessoas circulando livremente sem o uso da máscara em uma espécie de “camarote”.

A organização afirma que todos foram testados para rastreamento da covid-19. Contudo, o assunto gerou muitos comentários negativos na internet e na imprensa nacional.

 
Fonte: Gazeta Digital 

WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-

anigif