Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

“MT está melhor do que a União; Mendes é um candidato forte”


01
Esta postagem foi publicada em 5 de julho de 2021 Destaque Slide Topo, Notícias.

O presidente estadual do MDB, deputado federal Carlos Bezerra, afirmou que os resultados alcançados pela gestão do governador Mauro Mendes (DEM) devem garantir ampliação do arco de alianças e fortalecer o nome do democrata à reeleição.

Para ele, Mendes faz um governo “quase perfeito” e tem em mãos uma situação financeira melhor que a do Governo Federal.

“Ele fez um trabalho espetacular de recuperação do Estado. Em menos de dois anos, recuperou o Estado, que estava quebrado e nem pagava o salário do funcionalismo. Ajustou o Estado em pouco tempo e lançou o MT Mais, que é um grande programa de infraestrutura”, afirmou.

“Nessa parte, hoje o Estado está melhor do que a União, com capacidade de investimento mais do que o Governo Federal, mais do que o Governo de São Paulo, por exemplo”, acrescentou.

Segundo Bezerra, a gestão atual equacionou problemas cruciais do Estado que passaram muitos anos sem solução, mas precisa melhorar o desempenho quanto às questões sociais, de educação, agricultura familiar e extensão rural.

No entanto, nenhum desses setores devem frear o apoio dos partidos a um possível projeto de reeleição do democrata, na visão do emedebista.

“Ele é um candidato muito forte, sem dúvida nenhuma, e tem grandes possibilidades de se reeleger governador. Vai depender um pouco da composição que será feita no ano que vem”, afirmou.

“Mas acredito que com o desempenho do governo, ele terá a grande maioria dos partidos apoiando ele, provavelmente. Com isso ele pode, perfeitamente, consolidar a reeleição”, disse.

MDB na base

Questionado se o atrito público recente entre ele e o governador, flagrado pela imprensa, poderia interferir na presença do MDB na base do Governo, Bezerra negou, afirmando se tratar de um assunto superado.

A discussão ocorreu por conta de um cargo da Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) em Confresa (a 1.165km de Cuiabá), no qual o aliado de Bezerra não foi indicado. O emedebista, então, foi cobrar o governador, que o acusou de querer romper a aliança.

“Não me senti ofendido de modo nenhum. Esse assunto já passou, está superado, até porque depois o governador me explicou que a responsabilidade não era dele e ficou por isso mesmo”, disse.

“Nós mantemos a mesma convivência que estávamos mantendo desde o início do Governo. Toda semana estamos lá com ele debatendo assuntos do Estado. O relacionamento vai muito bem”, completou.

 

 

Fonte: Midia News


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-