Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Na janela partidária 04 vereadores de Nova Ubiratã mudaram de partido


e34f9f06e1b72e1827e84735653678d5-horz
Esta postagem foi publicada em 13 de abril de 2020 Destaque Slide Topo, Notícias.

No dia 05 de março de 2020 foi aberta a janela para trocas partidárias no qual vereadores que pretendem concorrer à reeleição ou ao cargo de prefeito nas Eleições Municipais de 2020 possam mudar de partido sem correr o risco de perder o mandato eletivo.

 O prazo para troca de legenda encerrou-se no dia 3 de abril, seis meses antes da realização do primeiro turno do pleito, marcado para 4 de outubro.

A desfiliação partidária foi regulamentada pela Reforma Eleitoral de 2015 (Lei nº 13.165/2015), que garantiu aos detentores de mandato eletivo em cargos proporcionais a possibilidade de trocar de partido nos 30 dias anteriores ao último prazo para filiação. A Resolução TSE nº 23.606/2019 fixa, ainda, o dia 4 de abril como data-limite para que os candidatos estejam com a filiação aprovada pelo partido e tenham domicílio eleitoral na circunscrição em que desejam concorrer ao pleito.

Em Nova Ubiratã quatro dos nove vereadores que possuem mandatos eletivos, aproveitaram a janela partidária e trocaram de partido.

Os vereadores que mudaram de sigla são:

  • Leonildo Antônio (Nana), antes do Partido Verde-PV, agora está no Partido Progressistas-PP.
  • Claudir Antônio Rizzo, antes do Partido Democrático Trabalhista-PDT, agora está no Partido Liberal-PL.
  • Nilton Parizzoto, antes do Partido da Social Democracia Brasileira-PSDB, agora no Movimento Democrático Brasileiro-MDB.
  • Adilson Luiz da Silva, antes do Partido da Mulher Brasileira-PMB, agora do Partido Podemos.

Essas são as mudanças de partidos que aconteceram dentro do legislativo com a abertura da janela partidária, fora do cenário político alguns pretensos candidatos da cidade também fizeram a troca de partidos a fim de viabilizar uma candidatura aos cargos públicos do município seja ele no legislativo o executivo.

 

Fonte: AcesseMT/Bruno Oliveira


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-