Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

Operação prende 22 de quadrilha liderada por policiais; veja lista dos detidos


03
Esta postagem foi publicada em 4 de maio de 2021 Destaque Slide Topo, Notícias.

A Operação Renegados, deflagrada nesta terça-feira pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado) e pela Corregedoria da Polícia Civil, prendeu 14 policiais ou ex-policiais, entre civis e militares. Segundo as informações, o líder do esquema é Dhiego de Matos Ribas, chefe de operações da Delegacia do Coxipó. 

Ao todo, a operação cumpre 22 mandados de prisão e outros 22 de busca e apreensão. O grupo, liderado por policiais, é suspeito de vários crimes na Baixada Cuiabana.

Na Operação Renegados, deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), e a Polícia Civil, são cumpridos 22 mandados de prisão preventiva ee outros 22 de busca e apreensão, totalizando 44 ordens judiciais. Os alvos são acusados por crimes graves como concussão, corrupção, peculato, roubo e tráfico.

As diligências são realizadas com o apoio da Polícia Militar e do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).  De acordo com Ministério Público Estadual, o procedimento de investigação criminal que deu origem às investigações foi instaurado pelo Gaeco e motivou a Corregedoria-Geral da Polícia Civil a agir e instaurar outros inquéritos para investigar as condutas de alguns integrantes da instituição.

Thank you for watching

O objetivo é desarticular uma organização criminosa composta , dentre outros membros, por policiais civis e militares além de informantes utilizados pelo grupo criminoso. 

O líder da organização é um policial civil que atua como chefe de operações de uma delegacia em Cuiabá. Ele se utilizava de técnicas de investigação com o uso de equipamentos da Polícia Judiciária Civil. Ele também se aproveitava da facilidade de ser chefe de operação da Delegacia do Coxipó, na Capital, para facilitar e encobrir as ações criminosas do grupo. 

Veja a lista dos presos:

Dhiego de Matos Ribas (policial civil)

Edilson Antônio da Silva (policial civil)

Natalia Regina Assis da Silva (namorada de Edilson)

Alan Cantuário Rodrigues (policial civil

Júlio César de Proença (policial civil)

Paulo da Silva Brito (policial civil)

Rogério da Costa Ribeiro (policial civil)

André Luis Haack Kley (policial civil)

Frederico Eduardo de Oliveira Gruszczynski (policial civil)

Evanir Silva Costa (ex-policial civil)

Raimundo Gonçalves de Queiroz (ex-policial civil)

Domingos Savio Alberto de Sant’ana (ex-servidor público)

Reinaldo do Nascimento Lima (incerto)

Manoel José de Campos (policial militar)

Kelle de Arruda Santos (incerto)

Jovanildo Augusto da Silva (criminoso)

Genivaldo de Souza Machado (já foi preso)

Neliton João da Silva (incerto)

Adilson de Jesus Pinto (policial militar)

João Martins de Castro (incerto)

Delisflasio Cardoso Bezerra Silva (já foi preso por se passar por policial civil)

Sandro Victor Teixeira Silva (policial civil)

 

Fonte: Folha Max 


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-

anigif