Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Pecuaristas podem fazer emissões de guias de transporte animal em MT dentro de 60 dias


04
Esta postagem foi publicada em 30 de maio de 2019 Notícias, Política.

O convênio firmado entre o Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea), Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado de Mato Grosso (Fesa-MT) e Fundo de Sanidade e Desenvolvimento da Suinocultura em Mato Grosso (FSDS-MT) resultou em melhorias e avanços no sistemas para melhorar e ampliar os serviços informatizados do Indea na emissão online de Guias e Trânsito Animal (GTA). O investimento para a atualização do sistema foi de aproximadamente R$ 400 mil.

Para utilizar a ferramenta online o pecuarista deve comparecer ao Indea para fazer o cadastro e a criação de login e senha de acesso. Os serviços onlines são gratuitos e estarão disponíveis a qualquer dia e horário, desde que o produtor procure o instituto e faça o seu cadastro. “Diferente do serviço prestado nos escritórios do Indea, onde é cobrada uma taxa para emissão de extrato de bovinos. Vale ressaltar que mesmo que o produtor não vá abater, ele pode requerer o cadastro no instituto para ter o acesso online liberado para outras consultas de forma gratuita e sem sair de casa”, explica o diretor de Relações Institucionais da Famato, José Luiz Fidelis.

 A GTA online, até o momento, está disponível apenas para abate de bovinos. Desde 2018, as entidades do agronegócio reivindicam que seja aberta para a comercialização. “Hoje a emissão de GTA online é somente para destinação ao abate, para os produtores que enviam animais para os frigoríficos. Em Mato Grosso, apenas cerca de 10% dos produtores buscam essa ferramenta. No Estado 80% dos produtores são de pequenas propriedades, de até 300 cabeças. E, com a implementação do sistema, esperamos que a procura pela ferramenta aumente.

Assim, o pequeno produtor que for fazer uma comercialização, transferência de uma propriedade para outra, por exemplo, vai passar a utilizar o sistema online”, explicou o diretor executivo do Fesa, Juliano Latorraca.

“Esse sistema é uma boa oportunidade para o Senar-MT desenvolver um novo treinamento de como usar a GTA eletrônica e capacitar os Sindicatos Rurais para prestar esse serviço ao produtor.

Em 2016 fizemos este trabalho de treinamento em nove municípios do Estado atendendo diversos alunos entre produtores rurais e técnicos de contabilidade. Demandas como esta sempre terão o apoio da Famato também, pois fazemos a interlocução entre a classe produtora rural e o Governo, por meio da nossa representatividade nos mais variados conselhos deliberativos do Estado”, afirmou o diretor de Relações Institucionais da Famato, José Luiz Fidelis.

A programação do sistema online foi concluída em fevereiro deste ano e entregue ao Indea pelo Fesa e FSDS. A implementação do sistema está em fase de testes e deve entrar em produção em aproximadamente 60 dias. “O Indea está fazendo os testes, correções e ajustes. O sistema melhorado deve ser liberado até julho deste ano. A partir daí, o produtor vai poder emitir a GTA, sem sair de casa, tanto para abate como para comercialização dentro d o Estado e os médicos veterinários habilitados das granjas terão acesso para as GTA’s de suínos”, contou Juliano.

Em Mato Grosso mais de 90% das GTA’s são para abate e comercialização. O produtor também terá acesso a outras informações como veterinários habilitados, declarações de vacinações e certificado de vacinação compulsória, entre outros dados.

Além das correções no sistema online de GTA’s, estão sendo feitas algumas correções pontuais internas apontadas pelos produtores que já utilizam os serviços e pelo Indea.

 

 

Fonte: Portal do Agronegócio


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-