Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Polícia Civil integra operação nacional de combate a crimes ambientais na Amazônia Legal


d150881a-f961-4d2a-a376-5de30e4883f0
Esta postagem foi publicada em 13 de maio de 2020 Destaque Slide Topo, Notícias.

Operação Verde Brasil 2 começou nesta segunda-feira e conta com participação de órgãos federais e estaduais

A Polícia Civil de Mato Grosso, por meio da Delegacia Especializada do Meio Ambiente, integra a Operação Verde Brasil 2, deflagrada nesta semana pelo Governo Federal para reprimir crimes ambientais na Amazônia Legal. A operação começou na segunda-feira (11.05) pelo município de Nova Ubiratã (509 km ao norte de Cuiabá), onde fica a Estação Ecológica Estadual da região do Rio Ronuro. Uma carga de madeira ilegal de 3 mil metros cúbicos de madeira foi apreendida.
A operação, coordenada pelo Ministério da Defesa, tem a participação de profissionais de órgãos estaduais como Instituto de Defesa Agropecuária, Politec, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e policiais civis, além do Ibama e Exército Brasileiro.O delegado Marcelo Muniz, da Dema, explica que a operação é uma cooperação interagências, que atuam para reprimir e coibir crimes ambientais e atividades ilegais, especialmente em área de proteção. “Uma ação integrada, dentro da atribuição de cada uma das instituições, para que possamos chegar à redução de crimes ambientais. A Dema tem equipe atuando na apuração dos ilícitos ambientais, identificação e posteriormente, chegar à responsabilização criminal dos autores”, informou o delegado.
De acordo com o Ministério da Defesa, a 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, que sedia o Comando Conjunto Barão de Melgaço, estabeleceu base no município de Sorriso, em apoio às ações dos órgãos atuantes na operação no município de Nova Ubiratã. O Comando de Operações Aeroespeciais, sediado em Brasília, também atua na Operação Verde Brasil 2 coordenando atividade aérea dos voos de mobilização.Verde Brasil 2

A operação é coordenada pela Vice-Presidência da República em apoio aos órgãos de controle ambiental e de segurança pública. A missão deflagrada pelo Governo Federal visa ações preventivas e repressivas contra delitos ambientais na Amazônia Legal. A determinação presidencial para emprego das Forças Armadas em Garantia da Lei e da Ordem (GLO) foi publicada no Diário Oficial da União por meio do Decreto n° 10.341, de 6 de maio de 2020, e tem validade para o período de 11 de maio a 10 de junho deste ano.
A Amazônia Legal é formada pelos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima, Tocantins, e parte do Maranhão. São 5 milhões de quilômetros quadrados, ou 59% de todo o território nacional, todos pertencentes à Bacia Amazônica e à área de ocorrência das vegetações amazônicas.As ações ocorrem na faixa de fronteira, terras indígenas, unidades federais de conservação ambiental e em outras áreas federais.

 

 

Fonte: Assessoria/Polícia Civil-MT


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-