Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

Policiais militares são presos suspeitos de terem executado empresário em Guarantã do Norte


_217962_617001b6b0ec4
Esta postagem foi publicada em 20 de outubro de 2021 Destaque Slide Topo, Notícias.

A Polícia Civil prendeu dois policiais militares, que não tiveram o nome divulgado, na manhã desta quarta-feira (20) suspeitos de terem envolvimento no assassinato de Gilberto de Oliveira Couto, conhecido como Beto Caça e Pesca em Guarantã do Norte ( a 708 km de Cuiabá). Segundo a polícia, os agentes atuavam no município de Sinop ( a 478 km de Cuiabá).

De acordo com informações repassadas ao HNT, outros mandados de busca e apreensão também estão sendo cumpridos nesta manhã. Os policiais militares serão encaminhados à delegacia da Polícia Civil para prestarem depoimento.

Conforme o apurado, os policiais teriam sido responsáveis pela execução.

Beto foi assassinado no dia 25 de maio em Guarantã do Norte com quatro tiros. No decorrer do inquérito, a polícia apurou que o crime foi ordenado pela  ex-esposa, o namorado dela e o filho da vítima.  O crime foi motivado por questões patrimoniais, relacionadas a divisões de bens de herança.

Crime

O crime ocorreu na manhã do dia 25 de maio quando o empresário foi alvejado por aproximadamente quatro disparos em frente a sua residência no bairro Jardim Vitória em Guarantã do Norte. O corpo da vítima apresentava ferimentos de arma de fogo nas costas e cabeça e estava há aproximadamente quatro metros da sua motocicleta que também estava caída.

Assim que foi acionada dos fatos, a equipe da Polícia Civil iniciou as diligências para apurar o homicídio e identificar os envolvidos no crime. Durante as investigações, várias testemunhas foram ouvidas e todas apresentaram as mesmas versões, identificando os suspeitos como mandantes do crime.

 

 

 

Fonte: Hiper Notícias


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-

76C16F68-917F-4C88-8DC1-7D0A4250D2A3 155878a9-213d-4c2f-9e12-54738fc50437