Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Prefeito Marcos Icassatti concede entrevista e tranquiliza população


thumb
Esta postagem foi publicada em 27 de maio de 2021 Destaque Slide Topo, Notícias.

O Prefeito em Exercício de Matupá, Marcos Icassatti, concedeu entrevista coletiva para esclarecer e tranquilizar a população em relação ao cumprimento da decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que cassou o ex-prefeito Fernando Zafonato (DEM) e o conduziu de forma imediata ao cargo de Chefe do Poder Executivo Municipal.

“Fui eleito em novembro de 2020 para exercer a vereança pela terceira vez consecutiva. Deixo evidente que não tenho vaidade política, tenho sim responsabilidade, experiência e compromisso com o nosso povo, não estou assumindo a Prefeitura por mero capricho ou prazer pessoal, estou sim cumprindo a intimação feita pela Justiça que cassou o registro de candidatura de Fernando Zafonato por improbidade administrativa, danos ao erário público e enriquecimento ilícito, todos os crimes que o colocaram como sendo Ficha Suja, deixando-o inelegível. Jamais fugirei desta convocação e missão imposta telo TSE, pois Matupá não pode ficar numa espécie de corda bamba administrativa, onde o prefeito esteja a todo momento sob a eminencia de cassação, isso é extremamente prejudicial a este município que em 2020 foi eleito como sendo a 3ª melhor cidade para se viver no Brasil com até 20.000 habitantes e que foi destaque em gestão, finanças e desempenho. Estou tranquilo e preparado para esse desafio”, disse o Prefeito Marcos Icassatti.

Ele lembrou que a Chapa composta pelo candidato Fernando Zafonato e Bruno Mena, além de cassada também teve todos os votos de 2020 anulados pela Justiça Eleitoral, a exemplo do que ocorreu em 2012 quando disputou as eleições, inclusive já enquadrado na Lei da Ficha Suja, sujeitando os cidadãos Matupaenses a conviverem com a incerteza e insegurança política-administrativa.

“Fernando Zafonato estava ciente de sua inelegibilidade, apontada por todos os demais candidatos majoritários no período eleitoral, pois foi julgado por um colegiado em segunda instância, mas preferiu fazer o enfrentamento junto a justiça eleitoral para tentar retornar ao poder a qualquer custo, fato que em tempo foi sabiamente corrigido unanimemente pelos ministros do Tribunal Superior Eleitoral, que determinou ao Juiz da 33ª Zona que se fizesse cumprir de imediato a minha condução a Prefeitura até a realização de novas eleições. Portanto, não fui eu Marcos Icassatti que cassou o então prefeito e sim os crimes que o mesmo cometeu em sua gestão e que o colocaram na mira da Justiça pela segunda vez, causando instabilidade administrativa e que vamos neste período em que estiver a frente da Prefeitura de Matupá reestabelecer a ordem, planejamento, credibilidade e o verdadeiro respeito com a coisa pública”, mencionou o Prefeito em Exercício.

Marcos Icassatti teceu comentários sobre as insinuações descabidas de alguns veículos de comunicação que vem tentando induzir, tumultuar, intrigar e desestabilizar a decisão do TSE, quando escreve matérias visivelmente politiqueiras dizendo que após Notificação e Intimação da Justiça Eleitoral, o Prefeito em Exercício esteve substituindo fechaduras, desmerecendo secretários e agindo de truculência.

“Hora, não me candidatei para ser prefeito e sim vereador, mas nasci neste lugar, aqui constitui família, faço parte desta comunidade, sou profissional da comunicação e já caminho para meu terceiro mandato eletivo. Não é do meu perfil e índole agir de maneira abrupta como mentirosamente foi colocado. Recebi a intimação para imediata chefia da Paço Municipal no dia 21 de maio após horário de expediente, por volta das 17:20 horas, sendo que o Prefeito Cassado Fernando Zafonato fora notificado pelo menos uma hora antes. Não houve contato com a minha pessoa para providencias de transição ou entrega das chaves, o que seria mais justo, e até mesmo a Prefeitura estava fechada. A partir do momento em que assinei a intimação toda responsabilidade do Governo recaia sobre mim, oportunidade em que para resguardar o patrimônio público, documentos administrativos e evitar problemas e transtornos nas secretarias, departamentos e outras repartições, e evidentemente resguardar a minha pessoa de qualquer ato que prejudicasse a governança, optei por substituir a fechadura de algumas secretarias. Todo este procedimento foi feito com testemunhas e registros, assegurando a transparência do ato, até porque naquele momento havia recebido denúncia de que algumas secretarias estavam abertas, fora do horário de expediente, com movimentação de pessoas e com veículos de portas abertas, onde estavam levando papeis e pastas, algo que nos preocupou levando a tomada desta responsável decisão. Essa é a verdade”, esclareceu o Prefeito Marcos Icassatti.

No encerramento da coletiva, o gestor garantiu e assegurou ao povo Matupaense que trabalhara neste período em que estiver a frente da Prefeitura com muita responsabilidade, transparência, determinação e comprometimento. Icassatti já está montando sua equipe de governo e várias ações alinhadas com as necessidades da municipalidade em todos os setores públicos começam a acontecer, pois segundo ele, será um breve, porém muito produtivo período de gestão com obras, projetos e melhorias para comunidade.

“Reforço meu compromisso, não apenas de cumprir ao chamamento da Justiça, mas principalmente de continuar trabalhando para melhorar a qualidade de vida de nossa gente, que vivenciou ao longo dos últimos 20 anos muito desenvolvimento e prosperidade, e que merece ter a continuidade de tudo que faça o município avançar, progredir e evoluir. Matupá vai retomar sua estabilidade político-administrativa e conto com toda população nesta reconstrução que já começou”, finalizou Marcos Icassatti.

 

 

 

Fonte: Notícia Vip


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-