Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Prefeitos do Nortão descartam lockdown agora, definem protocolos de medicação e mais 10 UTIs no Regional em Sinop


14
Esta postagem foi publicada em 25 de junho de 2020 Destaque 2, Notícias.

Os prefeitos Sinop, Sorriso, Lucas do Rio Verde, Nova Mutum, Vera, Cláudia, Feliz Natal, Ipiranga do Norte, Itanhangá, Nova Ubiratã, Santa Carmem, Santa Rita do Trivelato, Tapurah e União do Sul definiram, há pouco, na reunião do Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires, descartar, neste momento, lockdown (fechamento total do comércio) para conter o avanço da doença. Hoje, por decisão judicial, começou o lockdown em Várzea Grande e foi negado recurso da prefeitura de Cuiabá onde também fica mantida a decisão, por 15 dias.

Eles definiram que serão instalados, nas próximas semanas, mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva no Hospital Regional de Sinop (que atualmente tem 20 para tratar de casos da Covid mas apenas 3 vagas disponíveis). Os prefeitos estão comprando através do consórcio 10 monitores e 10 respiradores com investimento de ao menos R$ 600 mil, que serão divididos entre os 15 municípios, através de cotas.

“Dessa forma poderemos ampliar o atendimento no regional, que tem ainda estrutura para colocar esses equipamentos e com uma pequena modificação na equipe poderá ampliar essas 10 vagas. Esse consenso de todos os prefeitos é que concordaram e até o dia 5 de julho vai estar pronto mais 10 para o Estado disponibilizar para população dessa região. Os municípios do norte estão contribuindo com o governo. É o momento de união e não concordamos com lockdown e sim de tomarmos medidas mais restritivas. Unificar os horários e fechamento de locais públicos. Também estamos estudando a disponibilização do kit (Covid) para estarmos tratando as pessoas para que não evolua para gravidade”, afirmou a prefeita de Sinop, Rosana Martinelli.

O prefeito de Sorriso, Ari Lafin (PSDB), disse que, “nesse momento R$ 552 mil é o total já oferecido pelas prefeituras em parceria com as câmaras de vereadores”.  “A intenção é que com a compra de equipamentos esses leitos sejam permanentes, quando passar tudo isso nós vamos ter essa estrutura disponível para tratamento de outras situações. Agora é um enfrentamento muito forte à questão do Coronavírus, mas o restante das demandas da saúde não terminaram, temos outros desafios”. “Estamos buscando em grupos de trabalho com os demais prefeitos, todos os recursos que tiverem em nosso alcance para que continuemos avançando e trazendo segurança para nossa população”.

Para o prefeito de Itanhangá e presidente do consórcio, Edu Pascoski a união entre os municípios já está dando resultados. “Temos que ser parceiros. Não estamos aqui para trabalhar individualmente. O Estado nos chamou e estamos trabalhando para implantar políticas públicas de saúde que venham atender as pessoas. Temos que entender que nesta região precisamos criar uma forma padronizada de ações. Temos uma população transitória. Estão, se os municípios convergiram e fizerem uma proposta em conjunto com a mesma ação vamos conseguir minimizar os problemas”.

Pascoski também adiantou que também ocorreu um diálogo com Ministério Público e foi reafirmado que serão buscadas ações conjuntas para enfrentar a pandemia. “Estamos construindo uma proposta no consócio para encaminhar ao Ministério Público, que será analisada pelos promotores da região e vão fazer as recomendações orientativas aos prefeitos que fazem parte do consórcio. Os municípios já têm ações efetivas de combate à pandemia. Evitando as aglomerações e fazendo todos os cuidados vão evitar propagação. Essas ações que estamos propondo agora é unificar para evitar uma judicialização do lockdown”.

Os prefeitos também alinharão as medidas de toque de recolher (já em vigor em Nova Mutum, Sorriso e Sinop) e protocolos de medicação com orientação médica para tratamento do Coronavírus.

Com a nova metodologia de classificação de casos da doença, Sorriso, Lucas do Rio Verde e Nova Mutum estão com risco ‘muito alto’ de Coronavírus. Em Sinop é ‘alto’

Em alguns municípios da região os dados da pandemia são os seguintes
Sinop – 129 em monitoramento – 171 curados – 19 mortes
Nova Mutum – 167 monitorados – 138 recuperados – 7 mortes
Lucas do Rio Verde – 22o positivos – 132 curados – 8 morreram
Sorriso – 303 casos – 163 curados – 5 mortes
Nova Ubiratã – 27 casos em monitoramento e 16 curados
Claudia – 8 monitorados – 3 curados
Vera 17 monitorados 3 recuperados e 1 morto
Santa Carmem – 19 monitorados e 3 recuperados
Feliz Natal 23 sendo monitorados e 3 recuperados
Ipiranga do Norte – 11 em monitoramento e 3 se curaram
Itanhangá – 1 recuperado e 1 curado

 

 

 

 

Fonte: Só Notícias


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



-