Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Quatro secretários de Mendes podem disputar em 2022; veja


b4411de485e7b20f38999b359c96e2f1
Esta postagem foi publicada em 26 de maio de 2021 Destaque 1, Notícias.

Ao menos quatro nomes do primeiro escalão do Governo Mauro Mendes estão sendo cotados pelo Democratas para serem candidatos nas eleições de 2022. A informação é do ex-senador Júlio Campos, que integra a executiva do partido no Estado.

 

Os secretários Alberto Machado, o Beto Dois a Um (Esporte e Turismo), Gilberto Figueiredo (Saúde), Alan Porto (Educação) e Juliano Boraczynski (Metamat) foram os nomes citados em uma reunião do DEM, que aconteceu na última semana.

 

“A maior probabilidade é para que saiam à disputa de deputados estaduais. Mas eles têm potencial para disputar uma eleição para qualquer cargo”, disse Júlio.

 

Outro que é cotado, nos bastidores do Palácio Paiaguás, é o secretário-chefe da Casa Civil Mauro Carvalho. Ele é citado para a disputa de deputado federal. Júlio, no entanto, afirmou que Carvalho atualmente é o “braço-direito” de Mendes e não tem interesse na disputa.

 

“Ele se colocou em uma posição muito difícil, porque é uma espécie de primeiro-ministro do Governo. Braço forte. Ele terá a responsabilidade de cuidar da agenda política do governador, porque o Mauro também irá reservar um dia da semana para receber políticos do interior”, afirmou Júlio.

 

O ex-senador também se colocou à disposição do partido para disputar uma cadeira no Legislativo. Além de senador, Júlio já foi governador, prefeito e deputado federal.

Mulheres no DEM

 

Outra missão da alta cúpula do DEM é buscar nomes femininos para disputa de 2022. Isso porque, pela Legislação Eleitoral, 30% da chapa para eleição proporcional devem ter mulheres.

 

A primeira-dama Virginia Mendes, que integra a Executiva do DEM, é uma das cotados. Ocorre que, pela legislação eleitoral, ela só pode sair a algum cargo eletivo no Estado, se o marido não for candidato ao Governo.

 

A pediatra Natasha Slhessarenko, filha da ex-senadora Serys Slhessarenko, também é cotada. Natasha já manifestou publicamente que quer disputar a eleição no ano que vem, mas ainda não é filiada a nenhum partido. Ela também é cortejada pelo MDB.

 

Há ainda a ex-prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos e a vereadora por Cuiabá Michelly Alencar.

 

“DEM acordou”

 

Nos últimos meses, nomes do DEM como o senador Jayme Campos e o próprio Júlio, reclamaram do ritmo lento da sigla, mirando de 2022. Eles chegaram a apontar que o partido estaria “adormecido”.

 

Após o encontro da última semana, Júlio disse que as críticas estão superadas.

 

“O DEM está bem e preparado. Agora acordou. O partido está unido, consolidado, e vamos convidar lideranças novas, jovens, meninas e incorporar o partido e fazer uma boa campanha em 2022”, completou.

 

 

Fonte: Mídia News


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-