Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Recurso que seria investido em carnaval é revertido para construção de ciclovia em Nova Ubiratã


013
Esta postagem foi publicada em 20 de fevereiro de 2020 Destaque Slide Topo, Notícias.

O prefeito Valdenir José dos Santos assinou, nesta terça-feira (18), a ordem de serviço para construção da ciclovia que interligará a área central de Nova Ubiratã ao bairro Jardim Vitória.

A primeira etapa do projeto (desenvolvimento/estimativa de custos) está em fase de conclusão.

Além da ciclovia, o projeto também prevê a construção de calçamento, instalação de iluminação pública, assentos para descanso, sinalização horizontal e arborização do trecho entre a rotatória de acesso ao bairro até a rua das Amoreiras, totalizando 353,8 metros de cumprimento por 5 metros de largura.

Orçada em torno de R$ 100.000,00 (cem mil reais), a obra deve beneficiar diretamente cerca de 1,2 mil pessoas que residem no bairro e chácaras adjacentes.

Segundo a Administração Municipal, parte do recurso é proveniente da secretaria de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura, e seria utilizado inicialmente para a realização do carnaval popular.

“Reconhecemos a importância de eventos dessa natureza para a promoção social e cultural. No entanto, não seria displicente investirmos em eventos comemorativos quando temos necessidades mais urgentes a serem resolvidas”, afirmou Valdenir.

Ainda na terça-feira, o gestor acompanhou a vistoria realizada por uma arquiteta urbanista do departamento de engenharia da prefeitura.

O procedimento também foi acompanhado pela líder comunitária, Nelcilei Barbosa da Silva, pelo vereador Jaime Hobold Júnio e pelos secretários municipais de Indústria, Comércio, Turismo e Cultura (Wellyngton Manoel Miranda Tavares) e de Esporte e Lazer (Hueliton Mendes Rodrigues).

“A construção da ciclovia era uma antiga reivindicação dos moradores do bairro Jardim Vitória que se arriscam diariamente ao dividir espaço com automóveis e motocicletas. Não tenho dúvidas que estamos fazendo um ótimo investimento. Aliás , um investimento que resultará na melhoria significativa da qualidade de vidas dessas pessoas”, observa Tavares.

Ainda de acordo com o gestor, o fato de a prefeitura não organizar o carnaval popular não impede que sejam concedidos incentivos a promotores de eventos e empresários do ramo.

“A prefeitura não organizará o evento, mas nem por isso deixará de ajudar aqueles empresários que o desejem fazer” , finaliza.

Em 2019 a Administração Municipal também optou em não realizar o evento. Naquela oportunidade os recursos economizados foram destinados para aquisição de cirurgias oftalmológicas (catarata e pterígio) e de um playground, instalado na Praça da Fé, área central do município.

 

Fonte: Assessoria


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-