Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Relato de Jayme Campos no Senado Federal sobre o Pantanal: houve uma verdadeira devastação


05
Esta postagem foi publicada em 23 de setembro de 2020 Destaque Slide Topo, Notícias.

Há milhares de pessoas impossibilitadas até mesmo de buscar seu alimento, de pescar, pois a fumaça dos incêndios no Pantanal está impedindo por completo a visibilidade, diz senador

Brasília – O debate sobre o meio ambiente dominou a primeira sessão semipresencial realizada no Plenário em seis meses, desde o início da pandemia de covid-19. Nesta terça-feira (22.09), enquanto os senadores votavam indicações de autoridades, a preservação dos biomas da Amazônia e do Pantanal foi tratada por senadores de diversos partidos, que comentaram as queimadas que atingem essas regiões. O senador Jayme Campos (DEM-MT) deixou os parlamentares sensibilizados e emocionados com o relato que fez sobre a tragédia que tem assolado o Pantanal mato-grossense. Segundo disse, há milhares de pessoas impossibilitadas até mesmo de buscar seu alimento, de pescar, pois a fumaça dos incêndios no Pantanal está impedindo por completo a visibilidade.

5“A questão ambiental é mais grave do que vocês imaginam. Ela vai prejudicar não só o ser humano, nas doenças que estão afetando milhares e milhões de brasileiros, como também as atividades econômicas. Lá houve uma verdadeira devastação. Os pecuaristas estão quebrados; a rede hoteleira, as pousadas, quebradas. E chegou o momento de nos preocuparmos com o futuro, porque o passado já foi. Não adianta querermos remover os cadáveres aqui. Eu vi ali a tragédia dos milhares de animais que morreram ali e estão na planície. Qual a destinação que vai dar? Não há nenhum inventário de quantos mil, milhares de cadáveres há ali de jacarés, de onças, de lontras, de antas etc. Ninguém sabe. Os órgãos ambientais ficaram bem aquém da participação ali. Lamentavelmente! O Brasil tem que se preocupar agora em criar uma força nacional na preservação, sobretudo para a Amazônia brasileira, para o Pantanal. Caso contrário, não sabemos o que vai acontecer neste país, nessa região, que vai ser uma tragédia talvez incalculável, jamais vista no planeta”, afirmou o senador.

Consciência – Os senadores Rogério Carvalho (PT-SE) e Esperidião Amin (PP-SC) se disseram comovidos pelo relato de Jayme Campos e pediram união do Congresso Nacional para proteger o patrimônio natural do país. “Uma manifestação com tamanha profundidade. O senador Jayme Campos me emocionou com esse discurso que é verdadeiro e sincero quando revela a situação que está sendo vivida em nosso Brasil. Ele conhece o pantanal e é preciso proteger as nossas riquezas naturais”, disse Carvalho. “Se esta consciência não for capaz de nos unir e nos mover, não vale a pena que o Parlamento pretenda representar o Brasil”, disse Amin.

O senador Wellington Fagundes (PL-MT) também relatou a situação encontrada pelos senadores no último sábado (19), quando visitaram a região, passando pela Estrada Transpantaneira. “O que vimos lá é uma situação extrema, um prejuízo incalculável para esse bioma, que é um Patrimônio da Humanidade. Por isso, é preciso, infelizmente, reconhecer que a situação registrada mostra que se perdeu o controle. Ficou muito claro que faltou planejamento e que as decisões foram tardias. Agora, ontem ou anteontem, é que o governo do estado de Mato Grosso chamou a Força Nacional. Na semana passada é que foi decretado estado de calamidade. Portanto, as decisões estão sendo muito lentas. E o Brasil, lamentavelmente, seguiu a triste tradição de ser falho quando o assunto é planejamento. É uma dura verdade que precisamos mudar”, afirmou o senador.

 

 

Fonte:  Agência Senado/Assessoria de Imprensa


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-