Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Senadora compara Pronto-Socorro de Cuiabá a campo de concentração


03
Esta postagem foi publicada em 21 de maio de 2019 Notícias, Política.

Senadora Selma Arruda (PSL) criticou nesta segunda-feira (20) a situação precária do Pronto-Socorro de Cuiabá. Ao comentar a falta de suprimentos básicos, ela comparou a unidade de saúde a um campo de concentração. Ela disse ainda que os presídios são mais limpos do que a unidade hospitalar. “Fiquei muito mais chocada do que eu imaginei com o que vi no Pronto-Socorro. Já vi muita cadeia mais limpa do que aquele Pronto-Socorro municipal. Ferrugem, um caldo marrom parecendo um esgoto, parede descascada próximos a pacientes da UTI”, disse.

As declarações fizeram parte do discurso da magistrada durante o recebimento do título de mulher cidadã cuiabana e o de Ordem de Mérito Cuiabá 300 anos na Câmara Municipal de Cuiabá.

Acompanhada do promotor de Justiça, Alexandre Guedes, e membros do Ministério de Saúde e do Sindicato dos Médicos, Selma disse que resolveu fiscalizar a unidade hospitalar na sexta-feira (17) após tomar conta da falta de medicamentos, luvas, seringa e sedativos para os pacientes.

Ao relatar a forma precária em que as pessoas estão sendo atendidas, ela descreveu a falta de espaço devido a superlotação dos ambientes e afirmou que vai levar todas as questões ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, assim que retornar à Brasília. “Estive na sala vermelha, que mais parece um campo de concentração de filme de guerra. As pessoas são atendidas ali entre uma maca e outra, mal cabe uma pessoa. Tem gente morrendo, a nossa rede pública é uma fábrica de cadáveres. Estou voltando para Brasilia e esta semana devo estar em reunião com o ministro da saúde Mandetta e vou relatar os problemas pra ele”, finalizou.

 

 

Fonte: Gazeta Digital


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-