Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed  | 

Facebook

Sintep diz que volta das aulas com 100% dos estudantes é um erro


image_processing20210316-29999-1f5qxs3
Esta postagem foi publicada em 8 de outubro de 2021 Destaque Slide Topo, Notícias.

Após o secretário de Educação do Estado, Alan Porto, anunciar o retorno das atividades presenciais com 100% dos estudantes, o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT) se manifestou sobre a medida. Por meio de nota, o Sintep afirmou que a retomada com todos os alunos é um erro.

“Recebemos com perplexidade o anúncio do retorno das atividades presenciais, com 100% de estudantes, por parte do Governo do Estado de Mato Grosso, e revogação quase que total das medidas de biossegurança. O que é um erro. Ainda não superamos a pandemia para encarar com normalidade as mortes e contaminações que estão ocorrendo”, afirmou.

No entanto, o sindicato declarou que a determinação não causa estranheza, pois o Governo do Estado tem sido negligente durante toda a pandemia da Covid-19.

“Os números apontam que se Mato Grosso fosse a referência para o resto do Brasil teríamos, hoje, quase um milhão de pessoas mortas “assassinadas” pela Covid-19 devido a ação negacionista e negligente do Governador Mauro Mendes e seus secretários, principalmente de Educação Allan Porto”, pontuou.

Por fim, o Sintep destacou que espera que os pais tenham a consciência do que está em jogo é a vida dos seus filhos. “Sabemos que a aprendizagem se recupera. Vidas perdidas não. O estado de Mato Grosso, por meio do Governador Mauro Mendes, não está preocupado com as vidas do povo matogrossense”, finalizou.

 

Confira a nota na íntegra:

Nota à Imprensa sobre o anúncio da Volta às atividades escolares em 100%

Recebemos com perplexidade o anúncio do retorno das atividades presenciais, com 100% de estudantes, por parte do Governo do Estado de Mato Grosso, e revogação quase que total das medidas de biossegurança. O que é um erro. Ainda não superamos a pandemia para encarar com normalidade as mortes e contaminações que estão ocorrendo.

Não nos causa muita estranheza, tais medidas, porque o que não faltou do Governo do Estado de Mato Grosso foi negligência durante a pandemia com medidas que não evitaram a proliferação da COVID-19 e mortes.

Os números apontam que se Mato Grosso fosse a referência para o resto do Brasil teríamos, hoje, quase um milhão de pessoas mortas “assassinadas” pela Covid-19 devido a ação negacionista e negligente do Governador Mauro Mendes e seus secretários, principalmente de Educação Allan Porto.

Não há que se falar em retorno de 100% das atividades presenciais nas unidades escolares sem a imunização total dos estudantes, adequações estruturais das escolas que garantam o distanciamento entre outras medidas de biossegurança. Esperamos que os pais tenham a consciência do que está em jogo é a vida dos seus filhos. Sabemos que a aprendizagem se recupera. Vidas perdidas não.

O estado de Mato Grosso, por meio do Governador Mauro Mendes, não está preocupado com as vidas do povo matogrossense. Está mais preocupado em taxar o sol; confiscar aposentadorias; dar calote na RGA dos servidores públicos; não pagar as parcelas da LC 510/2013; tratar com normalidade as pessoas que estão passando fome e na fila dos ossinhos; cobranças absurdas e abusivas de impostos; sua reeleição para governador; atacar e perseguir todos que se levantam contra as arbitrariedades do governo do que com cada vida que se perde diariamente para a COVID-19.

 

Cuiabá-MT, 07 de outubro de 2021.

 

Sintep/MT – Livre, Democrático de Luta!

 

 

 

Fonte:  Muvuca Popular


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Politica de Privacidade!

-