Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

VACINAÇÃO: Secretário de Saúde de Mato Grosso diz que estado não socorrerá municípios com doses extras


03
Esta postagem foi publicada em 22 de junho de 2021 Destaque Slide Topo, Notícias.

CUIABÁ – O secretário de Saúde de Mato Grosso, Dr. Gilberto Figueiredo, disse em um programa de rádio que o estado não socorrerá mais os municípios que usarem todas as doses de vacina recebidas sem planejamento e que estão com falta de imunizantes para aplicar a segunda dose na população. A declaração foi feita no programa Tribuna, da rádio Vila Real FM, de Cuiabá.

De acordo com informações do jornal Olhar Direto, o secretário teria dito: “Já deixamos bem claro que não vamos mais socorrer. A gente cita Cuiabá e Rondonópolis porque foram algumas das cidades onde isso [falta de doses] aconteceu. Não podemos continuar beneficiando o infrator. Tudo vem preconizado pelo Ministério da Saúde, inclusive com os públicos para o qual aqueles imunizantes são enviados”.

COBRANÇA – A declaração veio como um aviso ao fato de o Governo de Mato Grosso ter destinado à Prefeitura de Cuiabá 4.376 doses extras de CoronaVac, sob a alegação de que a Secretaria de Saúde do município ter inoculado 2,5 mil pessoas de municípios do interior e precisar repor seu estoque. Sem a ajuda do estado, alegava o órgão, os moradores da capital mato-grossense que receberam a primeira dose da vacina corriam o risco de ficarem sem a complementação necessária.

Neste domingo, à rádio Capital, o secretário teria dado outra declaração de que o trabalho de imunização não poderia ser feito de maneira individualizada: “A Capital notificou a secretaria, pedimos que melhorassem as justificativas das demandas, não apenas por isso, mas também tem fatores relacionado a não cumprir o público alvo. Vamos socorrer Cuiabá para que possa equalizar a diferença, mas também foi devidamente alertado para cumprir fielmente o que está no Plano Nacional de Imunização. Não podemos tomar decisões individuais sem ter certeza absoluta de que teremos doses para isto”.

OS MELHORES E OS PIORES – Como apontou levantamento de dados feito pelo jornalismo LEIA LUCAS, Cuiabá tem o melhor índice de cobertura da vacina contra a COVID-19 entre todas as 13 maiores cidades de Mato Grosso, com 39,5% de sua população vacinada com as duas doses necessárias. A capital é seguida por Barra do Garças, que perdeu o primeiro posto do ranking pela primeira vez esta semana e agora conta com 39,34% de seus habitantes completamente imunizados. Já na outra ponta da tabela estão Lucas do Rio Verde, com 15,9% e Nova Mutum, com 15,68%, o pior índice do ranking.

 

 

Fonte: Leia Lucas 


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-