Bem Vindo, visitante! [ Cadastre-se | EntrarRSS Feed

Facebook

Vendas antecipadas de soja chegam a 40% e de milho 30% na safra 2021 no Estado


06
Esta postagem foi publicada em 4 de agosto de 2020 Notícias, Política.

Mais de 40% da safra de soja que será plantada a partir de setembro desse ano já está vendida. A demanda pelo grão, tanto no mercado interno como fora do país, tem aumentado e a boa expectativa também se estende ao milho e os produtores já conseguiram negociar 30% produção da safra de 2021.

A avaliação do presidente da Aprosoja-MT, Antônio Galvan, é de que a demanda pelos grãos produzidos no Estado tende a aumentar nos próximos anos. “Comemoramos duas safras recorde, tanto de milho quanto de soja, mas o setor está organizado para garantir a produção nos próximos anos”.

A alta produtividade do milho que chega a 34 milhões de toneladas usando apenas 60% da área destinada à soja, anima o setor. No último ano, o Estado colheu 35 milhões de toneladas de soja em 9,8 milhões de hectares, enquanto a área para o milho foi de 5,3 milhões de hectares.

Empolgados, produtores já estariam negociando a próxima safra de milho, 2022, que deve ser plantada após a colheita da soja que ainda será plantada em setembro desse ano. Mas o presidente da Aprosoja lembra que apesar de parecer tentadora a negociação, é preciso ter cautela.

“É importante saber que vender o produto agora sem saber o custo, pode ser arriscado. Pois o produtor pode fazer negócios em reais e correr o risco uma desvalorização da moeda”, alerta.

Fatores como problemas climáticos nos últimos anos, como excesso de umidade nos EUA, por exemplo, valorizou o grão brasileiro que conta com clima estável. “Vivemos uma situação delicada onde precisamos aumentar a produção, mas esbarramos na preocupação com desmatamento”, diz avaliando ser um dos maiores desafios do agronegócio para os próximos anos.

Imea mostra valorização de soja e milho no Estado

Segundo o último boletim do Imea, enquanto o mercado da soja em Chicago perdeu força na última semana, voltando a ficar com as cotações abaixo dos US$ 9,00/bu, o preço disponível da soja em MT fechou em alta de 0,83%, influenciado pela demanda interna aquecida e pela valorização do prêmio em Santos-SP, que avançou 12,53% na média semanal.

O milho também aumentou na mesma semana, saindo a 6,12% a mais no comparativo semanal, fechando a última sexta cotado em R$ 35,92 pelo indicador Imea.

 

 

 

 

 

Fonte: RD News


WhatsApp

Nenhum banner para exibir



Nenhum banner para exibir

Nenhum banner para exibir

-